O desafio e a curiosidade de ensinar inglês a crianças tão pequenas

Há dois anos atrás, um conjunto de coincidências colocou a marca Helen Doron no meu caminho. Encontrei um flyer no chão, contactámos a master da marca em Portugal, fui a uma reunião e observei uma aula. Olhando para trás, sei que foi a observação dessa aula que traçou o meu percurso profissional até ao momento.

Comprovar que crianças de 2 anos não só repetiam todos os sons em inglês, como também diziam, de iniciativa própria, nomes de animais e cores foi absolutamente mágico.

Licenciada em Ciências da Comunicação, curadora de uma galeria e sem experiência concreta no ramo educacional, abri o meu centro de ensino Helen Doron, nas Colinas do Cruzeiro, dois meses depois.

A partir desse ponto, a viagem tem sido uma aventura. Comecei por dar aulas de modo a compreender a metodologia, desenvolvi o centro de Odivelas e tornei-me master da marca em Fevereiro de 2013.

O método Helen Doron parte de um pressuposto imersivo, ou seja, as crianças aprendem inglês, como se da língua materna se tratasse, através de jogos, canções, atividades, associações e participação dos pais na evolução da aprendizagem. As aulas são uma festa!

Materiais coloridos, didáticos que motivam as crianças e professores. Os resultados são rápidos, eficazes e consistentes e proporcionam o bem-estar de sabermos que estamos a contribuir para um futuro de oportunidades de todos os nossos alunos.