10 coisas práticas que deixam os meus filhos felizes

10 coisas práticas que deixam os meus filhos felizes

Todos queremos fazer os nossos filhos felizes.

O ideal seria que os fizéssemos felizes toda a vida, mas o que é a felicidade senão um conjunto de momentos que nos fazem sentir bem, que nos fazem sorrir?

São exatamente esses momentos que vou enumerar aqui. Não no sentido de gerar truques ou encurtar-vos o caminho para a felicidade dos miúdos. Mas porque às vezes fazemos pequenas coisas de que não nos apercebemos e que são tão importantes para as outras pessoas que faz sentido que nos sentemos e reflitamos sobre elas. Que as identifiquemos.

Nos adultos a felicidade é um sentimento mais abstrato.

Nunca estamos preenchidos a cem porcento, porque a felicidade dos que nos rodeiam também faz parte da nossa. Há muitos fatores para alinhar para haver esse equilíbrio da tal felicidade, e por isso simplesmente aprendemos a ver a felicidade onde nós estamos.

Mas com as crianças é diferente. A felicidade existe em cada canto. Numa borboleta a voar, numa trotineta parada, numa sobra de animal feita com as mãos.

Deixo aqui as 10 coisas práticas deixam os meus filhos felizes:

1.Recados escondidos

Deixar recados escondidos debaixo da almofada ou na lancheira da escola. Adoram quando encontram bilhetes meus. E às vezes calham naquele momento certo e arranca-lhes um sorriso fácil. Nem que seja por acharem graça eu insistir nos bilhetes e nem tanto pelo conteúdo do mesmo.

2. Abraços

Abraços, beijinhos, mimo e colo enquanto dá. Os afetos não só reforçam a autoestima e autoconfiança das crianças com também criam conexão entre pais e filhos. É importante que haja momento de afecto do nada. Não só quando nos vemos ou nos despedimos. Do nada.

3. Apoio incondicional

Mostrar-lhes que temos orgulho deles, que os apoiamos nas suas actividades ainda que não sejam tão bons quanto gostariam. Que os apoiamos numa decisão difícil. Que entendemos quando recebem uma pior nota, porque vimos que se esforçaram e empenharam mal algo não correu bem. As crianças precisam de saber que os pais estão do seu lado dê por onde der.

4. Ouvir e escutar

Quem é que não fica impaciente quando as crianças começam a contar um episódio da escola e de repente aquilo parece que não tem fim? Quando for assim respire fundo, beba um copo de vinho, e entenda que se o jantar atrasar 10 minutos o mundo não para. As crianças precisam de ser ouvidas, escutadas. E quando paramos para o fazer, o sorriso na cara delas é a nossa recompensa.

Quanto mais escutarmos os nossos filhos, mais à vontade eles ganharão para estabelecer conversas connosco ao longo do crescimento. E todos queremos adolescentes que falem connosco. Para isso temos de escuta-los em criança.

5. Brincar sem preocupações

Deixe os seus filhos brincarem na relva molhada, saltar nas poças de lama, meter as mãos na terra para fazer papas de lama ou castelos de pirata. Deixe subir àquela árvore e correr o risco. A superação é muito importante, dá ensinamentos para a vida, ajuda a desenvolver a resiliência. Não há nada melhor do que essa liberdade, e assim que o permitir verá a cara deles.

6. Tradições familiares

Os meus filhos não falham um encontro de família, respeitam os aniversários de todos quer seja um primo de 2 anos, quer seja um tio de 50. Sabem que nos juntamos para festejar tudo e querem estar sempre presentes, porque juntarmo-nos é uma das tradições mais importantes da nossa família.

Se não têm tradições familiares, está na hora de criarem algumas. Pode ser algo básico como:

  • almoçar com a família mais próxima ao domingo, juntando avós e primos;
  • fazer um passeio especial uma vez por mês, ou ao Zoo ou a um parque ou jardim publico;
  • ir comer um gelado sempre que alguém tem uma nota acima de 90% (Se forem ótimos alunos, só há gelados para os 100%)
  • Fazer uma reunião de família cada vez que os miúdos se zangam para promover a paz, etc

7. Receber amigos em casa

Adoram. Quer seja para passar o dia quer seja para dormir cá, os miúdos adoram ter os amigos em sua casa. E para nós é ótimo, porque habituamo-nos a ter cá miúdos que, ao crescerem com os nossos filhos, crescem também connosco. Diz-me com quem andar dir-te-ei quem és.

8. Regras e limites

As regras e limites são como mantas quentinhas que os mantêm seguros e protegidos e geram felicidade aos bocadinhos. Esse sentido de proteção fá-los crescer mais seguros e confiantes, atributos que vão contribuir e em muito para a sua felicidade.

9. Dizer-lhes o quanto gosto deles.

Parece tão obvio, mas será que lhes diz todos os dias o quanto gosta deles? Sem grandes exageros e dramatismos. Mas diga-o sempre se quer ver os seus filhos felizes. É tiro e queda.

10. Pedir-lhes que me ensinem

As crianças adoram ensinar e perceber que aprendemos com elas. Ás vezes peço-lhes que me ensinem qualquer coisa. Outras vezes, é mesmo natural. Dizem-me qualquer coisa e eu digo “olha, estás a ver, já aprendi contigo hoje!”

Claro que não existem formulas, mas estas 10 coisas contribuem em muito para a felicidade dos meus filhos. E por aí? Que truques têm para criar filhos felizes?

Revista digital destinada a pais e educadores de crianças incríveis! 😀
Digital Magazine , Up To KIds

Contamos com mais de uma centena de especialistas que produzem conteúdos na área da saúde, comportamento, educação, alimentação, parentalidade e muito mais.  Acreditamos em Pais reais, com filhos reais. 

Gostou deste artigo? Deixe a sua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.