A grandeza de uma família não se mede pelo volume

A grandeza de uma família não se mede pelo volume

Li algures sobre o egoísmo de quem não quer ter filhos ou mais do que um filho, porque não quer abdicar da vida que tem e de todos os “luxos”.
Ter filhos não é uma decisão que deva ser tomada de ânimo leve… ter porque todos têm é quase como escolher um carro topo de gama quando se vive debaixo da ponte.
Sim, se o problema é dinheiro:

    • podemos não ir de férias para o algarve porque somos muitos ou ir com um budget apertado e dormirmos todos uns em cima dos outros;
    • podemos tirar os mais velhos do colégio e por todos em escolas públicas;
    • podemos comer mais porco e menos peixe;
    • podemos andar mais a pé e arranjar um apartamento mais central para não ter que usar carro e despesas inerentes;
    • podemos ir só a hospitais públicos e poupar nos seguros;
    • podemos não ter empregada doméstica;
    • podemos TUDO isto e muito mais se quisermos ter muitos

Os meus pais escolheram ter muitos filhos e eu não me imagino de outra forma.

ARTIGO RELACIONADO |
FILHOS ÚNICOS A QUEDA DE UM MITO

Mas não me venham dizer que quantos mais filhos mais felizes, porque há famílias grandes completamente destruídas e infelizes, da mesma forma que há famílias pequenas, muito unidas e felizes! Os meus pais, através do amor e da educação que nos deram, ensinaram-nos a união e consequentemente a felicidade.

Whatever You Do

A grandeza de uma família não se mede pelo volume da mesma…

Tantas pessoas que nunca deveriam ter tido um filho e têm aos magotes e tantas que mereciam ter dez de enfiada e não conseguem ter um (não estou a ser irónica!). Eu podia ter tido mais dois ou três, mas perderia a minha sanidade porque me conheço minimamente. Passei algumas situações inesperadas, relacionadas com saúde, no que diz respeito às crianças e, sabendo o que sei hoje, por tudo o que aconteceu, escolho não ter mais filhos. Esta é a minha explicação, chamem-lhe desculpa se quiserem. Mas, se a minha explicação, se a quisesse dar, fosse outra qualquer, também seria válida. Porque posso escolher e só me critica quem não olha por si!

Faço já a ressalva: se amanhã vier aqui dizer, toda contente, que estou à espera de outro filho, dêem-me os parabéns e não digam mais nada… se calhar mudei de ideias!

A beleza da cabeça de uma mulher…

imagem capa@tufamiliassobreruedas

Inês de Santar é a segunda de seis irmãos. Em 2009 começou a escrever o seu primeiro romance e, em 2012, revela publicamente o seu gosto pela escrita, com a abertura da página Inês de Santar.

Como pais e educadores, haverá alguma forma de andarmos um passo à frente dos nossos filhos? Será isso necessário? Como fazê-lo?

3 thoughts on “A grandeza de uma família não se mede pelo volume
  1. Acho que o texto está bem escrito adorei a ressalva nunca se sabe o dia de amanhã, mas sim temos de ser sinceros sobretudo com nós próprios só assim a nossa sanidade fica intacta

Gostou deste artigo? Deixe a sua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.