final-de-agosto

final-de-agosto

Ai que já é final de Agosto!

Ai que já é final de Agosto!

Nós sabemos que o tempo passa muito rápido.

Sabemo-lo ainda melhor depois de sermos mães: nascem hoje e amanhã já têm 18 anos. É de facto uma correria. É uma correria tal que só nos apercebemos de ano a ano, na melhor das hipóteses.

Até há pouco tempo atrás ainda pensava aquelas coisas do tipo “nunca mais …”. Agora parei!

Percebi que o tempo não pode ser mais acelerado do que já é.

Percebi que o “nunca mais” chega tão rápido.

Percebi que é melhor viver o hoje. Só o hoje mesmo e o amanhã logo se vê.

Percebi que é tudo demasiado incerto e a única grande certeza que temos é o afecto, é o amor, são os laços. Com filhos, sem filhos, são os afectos que temos que cultivar, dia a dia. Com a família de sangue, com os amigos feitos família.

Sabem aquela amiga que mora a 2 km de nós e não vemos há 3 meses? Como? Porquê? Não faz qualquer sentido.

Sabem aquele almoço que adiamos sempre porque temos que trabalhar porque temos que ir às compras porque … Como o ginásio ou porque chove ou porque faz muito calor ou porque não temos horário.

Sabem que já é quase final de Agosto e em Setembro recomeça a escola, a rotina, os trabalhos. Depois chega o Outono e a chuva e os dias pequenos e outras coisas boas, como a lareira e as castanhas.

Antes que o Outono nos apanhe na curva, vamos aproveitar que ainda é Agosto.

É a minha sugestão. E é o que vou tentar fazer!

Prometo.

Ou muito me engano ou ando assim em volta destes pensamentos porque em Setembro faço 40 anos.

E não tenho qualquer pressa!

 

Imagem capa @obvious

3 thoughts on “Ai que já é final de Agosto!
  1. É a pura verdade. Quantas vezes adiamos os nossos planos porque hoje ou amanhã (ou até na próxima semana não podemos) e o tempo passa e nunca mais concretizamos o que tinhamos planeado – mesmo que pareça não ser uma coisa muito importante mas que sim é mesmo importante para nós. Bom haver alguém (como a Patrícia Ervilha) que nos lembre que “não devemos guardar para amanhã o que podemos fazer hoje”! Obrigada por este seu texto que encerra uma mensagem tão importante e nos alerta para a vida.

Concorda com este artigo? Deixe a sua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.