Alterações físicas durante a gravidez que são normais

Alterações físicas durante a gravidez que são normais

A gravidez provoca diversas alterações físicas no corpo da mulher, sendo que na sua maioria, desaparecem depois do parto. Tendo em conta que cresce um ser humano dentro da barriga de outro, é natural que existam alterações/adaptações do corpo humano para receber e sustentar este novo ser.

Quais as principais alterações físicas durante a gravidez?

Alterações no Sistema Respiratório

Como é constituído?

O sistema respiratório é composto pelo conjunto de órgãos responsáveis pela entrada e saída de ar no nosso organismo. Este sistema faz as trocas gasosas do organismo com o meio ambiente, trocando oxigénio por dióxido de carbono. Os principais órgãos do sistema respiratório são dois pulmões. Para além destes órgãos é ainda composto pelas fossas nasais (duas cavidades paralelas que vão das narinas até à faringe e estão separadas uma da outra por uma parede cartilaginosa, e onde existem células sensoriais, responsáveis pelo sentido do olfacto), boca, laringe, traqueia, brônquios, diafragma e pelos alvéolos pulmonares

Porque é que me sinto mais cansada e com falta de ar?

Durante a sua gravidez, o sistema respiratório sofre alterações anatómicas e funcionais. O diafragma (principal músculo responsável pela respiração) é empurrado para cima cerca de 4 cm e o tórax alarga-se, pelo que o movimento da caixa torácica é menor e isso vai dificultar a respiração. A respiração passa a ocorrer mais ao nível das costelas do que na região abdominal. Os músculos responsáveis pela respiração não sofrem grandes alterações, mas com o decorrer da gravidez, os músculos do abdómen vão se tornando menos activos. Para além destas alterações, o consumo de oxigénio aumenta 14% durante a gravidez, sendo que metade desta percentagem se destina ao feto e placenta.

Alterações do Sistema Músculo-Esquelético/ Alterações Posturais

Como é constituído?

O sistema músculo-esquelético é formado pelos ossos, músculos, tendões, ligamentos e por outros componentes das articulações. O esqueleto fornece força, estabilidade e uma base de sustentação para que os músculos trabalhem e produzam os nossos movimentos. Alguns ossos têm ainda a função de proteger os órgãos internos mais importantes.

Os músculos esqueléticos são responsáveis pela postura e pelos movimentos e estão unidos aos ossos. Os tendões são cordões resistentes, que se inserem em cada extremidade de um músculo e se ligam ao osso.

Os ligamentos circundam as articulações e fazem a ligação de um osso a outro. Têm a função de reforçar e estabilizar as articulações, permitindo os movimentos apenas em determinadas direções.

A coluna vertebral

A coluna vertebral é composta por várias vértebras, que por sua vez são ligadas por articulações e que são divididas por discos. Estes discos são compostos por material fibroso e gelatinoso que desempenham a função de amortecedores e dão mobilidade para andarmos, correr ou até saltar. A coluna vertebral serve também como apoio para outras partes do esqueleto. A medula espinal (constituinte do sistema nervoso) passa por um canal que existe nas vértebras encontrando-se assim protegida. A coluna vertebral é constituída por quatro curvaturas: lordose cervical, cifose dorsal, lordose lombar e cifose sagrada.

O que é que acontece na gravidez?

Possivelmente devido à atividade da relaxina (hormona libertada em maior quantidade neste período), todos os ligamentos se tornam mais frouxos durante a gravidez, particularmente os da região da bacia, o que confere uma certa elasticidade às articulações desta região, e que, em algumas grávidas, pode provocar algumas dificuldades no andar.

Aumento da lordose lombar

O peso adicional da gravidez, assim como o tecido mamário adicional e outras possíveis alterações fisiológicas, contribuem para o aumento da lordose lombar, o que pode estar na origem de dor na região lombar.

Para manter o equilíbrio, a grávida tende a adquirir uma postura com a cabeça esticada para a frente e com os ombros para a frente, o que, associado à menor rigidez dos ligamentos, pode provocar um ligeiro formigueiro nos braços.

Músculos Abdominais

Ocorre também o alongamento dos músculos abdominais, devido ao crescimento do bebé no útero, reduzindo a capacidade destes músculos para manter uma postura correta e levando ao aumento da lordose lombar. Estas alterações vão levar ao aparecimento de dor na região lombar ou na bacia em cerca de 50% das mulheres grávidas.

Deve manter cuidados com a postura quer durante a gravidez, quer após o parto, nas atividades da vida diária, nomeadamente nas atividades com o seu bebé, como a amamentação, o banho e o transporte do mesmo.

Alterações e sintomas que devem ser comunicados de imediato ao médico, segundo o Prof. Raul Artal-Mittelmark:

  • Dores de cabeça persistentes ou incomuns
  • Náuseas e vômitos persistentes
  • Tonturas
  • Distúrbios visuais
  • Dor ou cãibras na parte inferior do abdômen
  • Contrações
  • Sangramento vaginal
  • Perda do líquido amniótico (conhecida como “ruptura da bolsa d’água”)
  • Inchaço das mãos ou dos pés
  • Diminuição da produção de urina
  • Qualquer doença ou infecção
  • Tremor (agitação das mãos, pés ou ambos)
  • Convulsões
  • Frequência cardíaca rápida
  • Redução nos movimentos do feto

Ana Sofia Pereira Gentil-Homem, Lisboa, Especializada em Exercício Físico e Saúde, Coordenadora da Healthy Mommy

Sempre quis interligar o exercício adaptado e especializado, com o acompanhamento médico especializado (saúde), ou seja, articular de forma harmoniosa os dois mundos, que completam o bem estar desta população: a família.

Concorda com este artigo? Deixe a sua opinião!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.