Montessori | Uma criança que trabalha não dá trabalho

O FANTÁSTICO MÉTODO DE MARIA MONTESSORI

Maria Montessori foi uma psiquiatra, pedagoga, filósofa, investigadora, educadora e voluntária italiana, nascida em 1870 cujo método por ela criado transformou a pedagogia no mundo inteiro.

Se na escola do teu filho existem mesas, cadeiras e cubas pequeneninas adaptadas à altura da criança é graças a Maria Montessori. Hoje em dia mais de 20.000 escolas de todos os continentes seguem o seu método de ensino. Já o mobiliário, ou seja, a adaptação do mundo adulto à criança foi uma ideia por ela criada e seguida praticamente por TODAS as escolas.

Tudo começou com uma constatação básica da vida: a criança é um ser completo, totalmente capaz e criativo. Apenas precisam de liberdade para desenvolver as atividades que matem a sua sede por conhecimento, atividades estas que lhes desenvolvem a concentração e consequentemente a disciplinaUm indivíduo disciplinado é capaz de se guiar sozinho quando necessário e seguir as regras da vida.

Mas para que tudo isso aconteça, é necessário dar-lhes liberdade de escolha para que cada uma delas possa explorar o que quiser, e assim, desenvolver o interesse que a levará à concentração.

Uma criança que trabalha não dá trabalho

A metáfora pode dar a ideia de que se trata de trabalho infantil. Nada disso. A palavra trabalhar poderia ser trocada por brincar, mas o método montessoriano usa mesmo o termo trabalhar pois, para Maria Montessori, a criança torna-se pessoa através do trabalho.

A educadora foi a primeira mulher a concluir o curso de medicina na Universidade Sapienza em Roma e começou a trabalhar com crianças com problemas mentais. Aquelas que eram vistas e tratadas como “coitadas”, (isto no séc. XIX) “incapacitadas ou menos capazes” Maria Montessori, via como capazes e passou a tratar estas crianças como tal ajudando-as no seu desenvolvimento. “Ajuda-me a fazer sozinho” poderia ser a frase que resume todo o seu ponto de vista sobre a necessidade infantil em explorar o mundo.

Passados mais de 100 anos, o Método Montessori foi adaptado às novas tecnologias através de apps e  materiais didáticos interativos (uma das fortes características montessoriana).

Não é necessariamente obrigatório teres acesso aos materiais didáticos para aplicares o método montessori na educação do teu filho. Basta não vê-lo como incapaz ou muito pequeno para desenvolver determinadas atividades que os pais geralmente acham, por exemplo, perigosas ou difíceis. As crianças são curiosas por natureza e deixá-las explorar o mundo como elas quiserem (dentro obviamente de um limite imposto) é colocar em prática o pensamento montessoriano.

Como começar?

Podes começar por uma simples mudança: deixa a criança ajudar em casa nas tarefas diárias. Outra característica do método montessoriano é individualizar a criança, ou seja, cada criança é única: uns gostam de matemática, outros nem por isso. Com dois anos de idade a criança pode fazer as atividades aqui sugeridas ou não. Lembra-te de que cada criança é única com ritmos e gostos próprios.

Deixamos uma lista de sugestões para as crianças até aos 3 anos, e de seguida a tabela montessoriana das tarefas adequadas à à idade das crianças a partir dos 2/3 anos.:

18 meses/ 2 anos:
Ajudar a descascar bananas, amendoins, ou tangerinas… Podes supervisionar mas não pressionar. Deixa o teu filho realizar a tarefa ao seu ritmo e que descubra sozinho a melhor maneira de o fazer, independentemente de achares que de outra forma seria mais fácil e rápido. Ele descobrirá isso sozinho.

A partir dos 2 anos:
Ajudar a espremer laranjas e a pôr o sumo do espremedor no copo, a cortar uma maçã, obviamente com uma faca não afiada ou de plástico, a cortar cenouras e outras verduras cozidas. Esta tarefa pode fazer com que o teu filho se interesse mais pela alimentação e tenha mais vontade de comer o alimento que cortou, e que ganhe mais prazer pela alimentação saudável.

Dicas: Os mais pequenos poder realizar diversas tarefas dos mais crescidos, como por exemplo: ajudar a preparar a comida, por exemplo, a usar o funil (eles amam um funil); a preparar biscoitos (há lá coisa melhor do que pôr as mãos na massa?); a pôr a mesa; a limpar o pó; a limpar o chão; limpar um vidro; ajudar na jardinagem; a lavar louça (nas escolas montessorianas, existem cubas baixinhas para as crianças usarem. Em casa, que tal deixá-las lavar, por exemplo o babete, num alguidar?).

 

Tabela Montessoriana

 

LER TAMBÉM…

Tarefas domésticas para crianças

Como criar um Quarto Montessoriano

Avaliações escolares ou Pedagogia Montessori

 

Artigo publicado em greenme.com.br, adaptado por Up To Kids®

imagem@bergamosschools