Inteligência Emocional

Estimular a Inteligência Emocional em Crianças

Sabe-se que nem sempre as pessoas bem-sucedidas foram as que obtiveram as melhores classificações no seu percurso escolar, assim como a capacidade intelectual não é necessariamente prognóstico de um bom desempenho pessoal e social.

A habilidade de uma pessoa para compreender os seus sentimentos e os dos outros é uma das capacidades mais importantes do ser humano, designando-se Inteligência Emocional. Trata-se de um conceito que ganhou mais visibilidade após a publicação de Daniel Goleman que, em 1998, definiu Inteligência Emocional como a “capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos motivarmos e de gerir bem as emoções dentro de nós e nos nossos relacionamentos”.

Uma pessoa emocionalmente inteligente identifica as suas próprias emoções, gere as suas reações emocionais de forma adequada, pratica o auto-controlo e a empatia e desenvolve uma aceitação incondicional de si mesmo e dos outros.

Embora exija treino, existem várias formas de estimular a Inteligência Emocional nas crianças, sendo que esta pode e deve ser estimulada desde o nascimento, através das crescentes interações entre o bebé e as figuras de vinculação e, à medida que as crianças vão crescendo, através da qualidade das interações da criança com os outros. A vida diária é uma ótima escola de aprendizagem para o desenvolvimento da Inteligência Emocional, pelo que ajudar a criança a resolver os desafios que surgem diariamente será um excelente ponto de partida para criar uma criança emocionalmente inteligente. Os pais ou cuidadores estão na primeira linha de ação enquanto preparadores emocionais dos seus filhos.

Atente algumas das estratégias mais eficazes para fomentar a Inteligência Emocional na criança:

  • Dê espaço à criança para se expressar abertamente sobre os seus sentimentos e ajude-a a verbalizar o que está a sentir, dando-lhe um nome e significado;
  • Ouça a criança com empatia e fomente a importância do saber escutar;
  • Desenvolva brincadeiras de reconhecimento de emoções nas personagens favoritas da criança em histórias ou desenhos animados;
  • Brinque regularmente com a criança, fomentando a interação e o respeito pela opinião do outro;
  • Fale das situações do dia-a-dia, perguntando-lhe o que faria em determinada ocasião;
  • Fomente o diálogo familiar e oriente a criança nas suas escolhas e decisões, entendendo as suas angústias;
  • Estimule a resiliência, ao explicar à criança que nem sempre tudo irá acontecer como deseja, ensinando-a assim, a lidar com problemas e a superar obstáculos;
  • Imponha limites e ensine a criança a lidar com a frustração dizendo “não”.
  • Perante a desmotivação da criança para enfrentar um desafio mostre-lhe a necessidade de se superar, valorizando o seu esforço acima das suas capacidades;
  • Não negue a sua tristeza como forma de proteger a criança. Encare esse momento como uma oportunidade para ela reconhecer a emoção nos outros, através da empatia.

O uso eficaz das emoções permite que a criança ganhe um maior controlo sobre os seus impulsos, ajudando-a a ser menos agressiva e mais sociável. Ao aprender a comunicar de forma mais adequada o seu estado emocional, a criança desenvolverá relações mais saudáveis ao longo da sua vida, com base no respeito e na assertividade.

As crianças emocionalmente inteligentes são crianças mais seguras na procura de soluções para os seus problemas, bem como na adversidade, isto é, em eventos como perdas de entes queridos, separações ou outros acontecimentos críticos.

Ao permitir que a criança desenvolva a sua Inteligência Emocional estará a dar-lhe a oportunidade de crescer de forma saudável e tranquila, vacinando-a contra possíveis perturbações de foro psicológico, como depressões, ansiedades ou outras, fomentando uma personalidade sólida e significativamente mais impermeável a eventos críticos.

Cristina Reis, Psicóloga Clínica

imagem capa original de Luís Nobre

3 thoughts on “Estimular a Inteligência Emocional em Crianças
  1. Concordo em absoluto, bom texto e ótimas dicas…vou aplicá-las com os meus filhos. Para mim Inteligência Emocional é cada vez mais o fator diferenciador para estarmos bem connosco e com os que nos rodeiam e isso reflete-se em tudo o que fazemos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.