Meditação nos tempos que correm

Hoje decidi escrever sobre a importância da prática de Meditação para as nossas crianças. Antes de começar, dei por mim a olhar para a minha própria família e a pensar no nosso dia-a-dia.  Igual a tantos outros, o nosso dia começa… a correr!

As crianças acordam a correr, lavam-se a correr, vestem-se a correr, comem a correr e saem para a escola a correr.

Na escola aprendem a correr pois o currículo assim o obriga. Brincam a correr porque os intervalos são curtos. Fazem os deveres a correr para terem um tempo livre para eles. Almoçam a correr para terem mais tempo para brincar no intervalo grande.

Quando toca para a saída, a correria é para ir para a música, para a natação, para o karaté ou para o centro de estudos. Já estoirados e sem compreender para onde correu o dia, vão para casa a correr para tomar banho,  fazer os trabalhos de casa, jantar, correr para a cama e adormecer rapidamente, pois o dia seguinte aproxima-se a correr.

Mas, afinal, andamos a correr para onde?

Observando esta correria desenfreada, questiono-me: qual o sentido de tudo isto? Para onde corremos nós? Para quê? Para onde obrigamos as nossas crianças a correr? E com que propósito?

Se a vida é para ser desfrutada e bem vivida, porque estamos a ensinar o contrário às nossas crianças? A correr não têm tempo para sentir, nem para observar, nem para questionar ou compreender o que pensam, o que sentem ou fazem. Muitas das nossas crianças sentem-se perdidas, deslocadas, incompreendidas. Muitos pais sentem-se perdidos, confusos, sem soluções para esta correria, com a qual nem sequer concordam!

Quando falo na importância da prática de Meditação para as nossas crianças, falo na importância do tempo. Tempo para parar, para respirar, para reflectir, para sonhar, para questionar, para brincar, para interagir, para olhar para dentro e perguntar “quem sou eu”? “Como sou”? “Do que gosto?” “Como me sinto”? “O que penso sobre tudo o que me rodeia?” “Como me sinto nesta correria que define a minha vida?”

Meditar não significa só estar parado a respira.  As crianças sabem-no e gostam! A brincar mais, ou menos, as crianças sabem que a Meditação ajuda-as a acalmar e a descontrair, sem pressões para correr seja lá para onde for.
Sábias e genuínas, rapidamente reconhecem os benefícios desta modalidade e tornam-se pequenos embaixadores de práticas tão importantes como a respiração consciente ou a verbalização de afirmações positivas.
De um momento para o outro, são as crianças que convidam a família a parar de correr e a começar a viver.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Instagram did not return a 200.