Mãos à obra: cada casa a seu dono

Livro | Mãos à obra: cada casa a seu dono

Arquitectura? É fácil! Uma porta, duas janelas e um tecto. Este é um dos primeiros desenhos de uma criança: a casa.

Editado em Portugal pela Orfeu Negro, o livro apresenta obras de 11 arquitetos que exemplificam diferentes correntes na arquitetura moderna internacional, uma disciplina que “parece complicada, mas é absolutamente fascinante”, lê-se na introdução.

Neste livro, percorremos as casas mais marcantes da arquitectura contemporânea, desde o século XX até ao início do século XXI. Projectadas por alguns dos mais célebres arquitectos do mundo ̶ Lloyd Wright, Le Corbusier, Frank Gehry, Siza Vieira, Rem Koolhaas ̶ estas obras arquitectónicas revolucionaram o modo como hoje construímos e habitamos as nossas casas. Entre as obras apresentadas destacamos a Villa Savoye, de Le Corbousier, a Casa da Cascata, de Frank Lloyd Wright, e a casa de papelão de Shigeru Ban.

pelacasa3

O autor procura, assim, aproximar a arquitetura moderna dos leitores mais novos. “Cada casa tem uma particularidade. Algumas parecem esculturas, como a Casa Shroder [de Gerrrit Rietveld], outras foram feitas em paisagens belas, como a Casa Farnsworth [de Mies Van der Rohe]”
“Este livro fala sobre casas que existem. As crianças têm os seus sonhos sobre casas. Quando leem o meu livro percebem que há muitas outras possibilidades. É sempre interessante ter informação nova que nos inspire para novas ideias”, afirmou à agência Lusa Didier Cornille.
Didier Cornille não se poupa no recurso a termos específicos da arquitetura e explica, por exemplo, o que é o sistema de construção em betão armado denominado Dom-inó, inventado por Le Corbousier, fala em fachadas, pilares, vigas e paredes de sustentação. Acredita que é importante falar desde cedo de arquitetura com os mais novos. Afinal, as crianças têm noção do seu corpo no espaço e habitualmente isso acontece em casa, explica. “Esse é o ponto de partida da arquitetura”.

“Mãos à obra: Cada casa a seu dono” conta, na edição portuguesa, com o arquiteto Álvaro Siza Vieira, a propósito da Casa Beires, construída nos anos 1970, na Póvoa de Varzim.

TOUTES_LES_MAISON_PT_interior_final_1.pdf

“Encomendada pela família Beires, é um simples cubo colorido de betão, no centro de um lote de terreno. Mas parece que caiu uma bomba no meio da casa, e vê-se uma grande fenda na fachada cheia de janelas. Hoje, uma vegetação luxuriante invade o edifício”, lê-se no livro.

Nascido em Lille, França, em 1951, Didier Cornille é formado em Design e dedica-se há dez anos a escrever e ilustrar para crianças. Publicou mais dois livros para crianças e jovens que falam de arquitetura: “Tous les gratte-ciel sont dans la nature”, sobre arranha-céus, e “Touts le ponts sons dans la nature”, sobre pontes.

“Mãos à Obra: Cada casa a seu dono” valeu-lhe uma menção honrosa nos prémios da Feira Internacional do Livro Infantil de Bolonha, em Itália.

FICHA TÉCNICA
TÍTULO ORIGINAL Toutes les maisons sont dans la nature
TRADUÇÃO Maria Afonso
COLECÇÃO Orfeu Mini
ANO DE EDIÇÃO 2015
N.º PP. 96
FORMATO 25 x 17 cm
Preço On-line 13.41€

Compre aqui 
2a

Em que é que está a pensar?

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Instagram did not return a 200.