adolescente

adolescente

As palavras que te vou tentar dizer, agora que és adolescente

Querido filho adolescente,

Quero que saibas que nem sempre uso as palavras corretas para te dizer aquilo que penso e sinto, e que isso te pode fazer sentir triste, zangado ou inseguro…

A minha intenção é sempre fazer-te perceber o que é melhor para ti, mas também sei que quando te digo “tens de fazer isto porque eu mando”, tu ficas sem vontade de cumprir, sentes que não tenho em conta as tuas necessidades e a comunicação entre nós fica bem mais difícil. Talvez sintas muita pressão quando te digo “Devias ter sido tu a fazer isto” e a tua forma de te protegeres é argumentares dizendo que não percebes porque é que tens de ser tu.”

Às vezes dou-te sugestões sobre como deves resolver os teus problemas e digo coisas como “se eu estivesse no teu lugar eu fazia desta forma” ou “mas porque é que não fazes antes como te estou a dizer”, e digo-te sempre isto com boa intenção, mas pensando bem posso estar a transmitir-te a ideia de que tu não és capaz de resolver os teus problemas e tornares-te demasiado dependente de mim para os resolveres no futuro.

Por isso, vou tentar dizer-te mais vezes que gostei de determinada atitude que tiveste, que adoro o teu esforço para alcançares os teus objetivos. Vou também tentar perguntar-te mais vezes se precisas da minha ajuda e oferecer-me para, em conjunto, encontrarmos uma solução, em vez de te dar a solução que me parece melhor, pois penso que assim te vais tornar mais autónomo e vais sentir que estou por perto sem me estar a impor.

Também quero que sintas que presto atenção ao que sentes e que experimentes o cuidado que tenho para contigo, e por isso vou dizer-te mais vezes coisas como “compreendo como te deves estar a sentir” ou “deve ser muito difícil passar por essa situação, se precisares de ajuda diz”.

Tudo o que faço é porque te amo, e isso para mim é tão óbvio, que penso que também o é para ti, e por isso, muitas vezes, esqueço-me de te dizer diretamente o quanto gosto de ti, mas sei como é importante ouvires estas palavras, e por isso vou dizer-te mais vezes “gosto muito de ti” e “é muito bom estar contigo”.

Não sou perfeito (há alguma pai/mãe que seja?!), mas vou tentar ser, a cada dia, um bocadinho melhor e ajudar-te a crescer mais feliz, confiante e tranquilo, começando pelas palavras que usarei contigo.

Por Cátia Teixeira, Psicóloga Clínica

imagem@gettyimages

LER TAMBÉM…

Mensagem que deixei ao meu filho adolescente.

Medo e Ansiedade: Crianças e Adolescentes na hora de ir para a cama

10 pistas para pôr um adolescente a falarem

1 thought on “As palavras que te vou tentar dizer, agora que és adolescente

Comments are closed.