Às vezes choro porque fico emocionada com a tua beleza. Choro porque fico emocionada com a tua força.

amor-de-mae

Amor de mãe. Às vezes choro por ti, meu querido.

Às vezes choro por ti, meu querido.

Choro porque o mundo é tão grande e tu és tão pequeno que fico preocupada. Sim…, como eu me preocupo com a tua pequenez neste mundo imenso.

Choro porque és tão grande e eu sou tão pequena e quanto maior te tornas para mim, mais pequena eu me torno para ti e fico preocupada. Oh meu Deus, como eu me preocupo com a minha pequenez no teu mundo imenso.

Às vezes choro porque este amor é tão grande e o meu coração tão pequeno. E um coração repleto de amor, estranhamente, sofre  como um coração partido.

Às vezes choro porque fico emocionada com a tua beleza. Choro porque fico emocionada com a tua força.

Às vezes choro porque desde que tu existes eu desisti de uma parte de mim e embora, mesmo que pudesse eu não mudasse nada, às vezes sinto-me completamente perdida.

Choro porque a tua pele é tão macia e os teus olhos tão brilhantes e a tua alma é tão nova e o teu coração é tão aberto e eu sinto-me triste. Sinto-me triste porque eu sei que a essa inocência vai desaparecer de dia para dia enquanto cresces e passas por episódios estúpidos e desnecessários que eu não posso prevenir, porque és dolorosamente humano, como todos nós.

Às vezes choro porque precisas de ajuda e não há nada ao meu alcance que possa fazer.

O sentimento de impotência nos pais, é pior do que uma tortura, um pesadelo interminável ou o pior filme de terror de sempre.

Às vezes choro porque tenho de vestir a pele de adulta todos os dias. Porque a mãe, agora sou eu. E ser adulta e lidar com o sentimento de impotência ao mesmo tempo não é nada confortável!

Às vezes choro porque me sinto tão estupidamente cansada, não é com sono, mas sim cansada, que não consigo fazer nada. Nem sequer dormir.

Às vezes eu choro, porque sinto Deus sempre que te ouço a rir.

Choro porque o simples facto de existires é tão maravilhosamente bom, que não há risos nem gargalhadas que expressem a felicidade que sinto.

Às vezes choro porque todas estas coisas – as preocupações, as tristezas, a beleza, o ser adulta e tudo o resto, por vezes, é areia a mais para a minha camioneta. É muito mais do que eu consigo lidar. E tem de transbordar por algum lado.

Então, às vezes choro por ti. E por mim. E por este mundo imenso. E por milhares de outras terríveis e maravilhosas razões que não irás perceber até teres filhos. E te tornares um Pai.

Às vezes choro por ti, meu querido.

Mãe

 

Por Annie Reneau para Scary Mommytraduzido e adaptado por Up To Kids®

 

Todos os direitos reservados.

Nota:

Todos os textos traduzidos, adaptados e publicados pela UptoKids® obtiveram a autorização prévia do autor e/ou foram comprados os direitos dos mesmos.

7 thoughts on “Amor de mãe. Às vezes choro por ti, meu querido.
  1. Maria Catarina Galaio Faias 25 Novembro de 2014
    Deixar uma resposta é uma sensação tão forte o amor de mãe que depois se duplifica quando se é avó ao mesmo tempo uma sensação de medo por um ser tão pequenino,tão indefezo sentimos ainda maior preocupação que parece que renascemos outra vez a facto de sermos mães queremos proteger nossos filhos e netos ao mesmo tempo queremos poupar nossas filhas duma responsabilidade que já passou por nós choramos de alegria choramos de medo mas esse ser e essa pequenez tão maravilhoso parece que quer ultrapassar quando chora com tanta garra parece que nos está a dizer eu vim para te tornar a ti uma mãe cheia de um amor incondicional mas o nosso medo fica sempre atento aos mais pequenos detalhes deixamos de ser nós para ser apenas os nossos filhos muito obrigado por me darem ainda mais esta oportunidade de mostrar o meu amor por vós e por esse ser pequenino que é a minha neta felicidades carinho amor tudo se mistura em redor do nosso querido e pequenino ser M

    Deixando com Amor para vós meus filhos e neta
    Maria Faias

  2. E maravilhoso saber que nossos filhos depois de serem pais quanto valor dão aos seus ,mas nos ainda temos muito para vos dar, quando nos dão os presentes que mais desejamos que são os nossos netos ficamos com a nossas vidas completa . En nome de todos os pais e avos deste mundo o muito obrigado aos nossos filhos e netos por toda esta felicidade beijos de amor e carinho por todos vos.

  3. Maria Catarina Galaio Faias diz:

    Aqui fica o meu comentário a este lindo texto
    É tão lindo ,tão grande,tão sublime,tão cheio de tudo.
    Este amor de mãe ,que só sabemos quando somos mães ,ou pais ,mas também sei e repito.
    Há mães e mães é preciso saber -se e ter esse Dom dum amor tão divinal.
    Bem haja Deus que me deu esse dom maravilhoso o de ser Mãe Adoro Maria Faias

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.