carta-a-todas-as-maes

carta-a-todas-as-maes

Carta a todas as mães

Escrevo-vos com um nó na garganta e um aperto no coração, como mãe que tem as suas próprias dores e mãe que sofre as dores de outras mães…

Escrevo para todas as mães que não conseguem engravidar, para as que não conseguem levar a gravidez até ao fim e as que perderam os filhos no ventre.

Para as mães com gravidezes de risco, com gravidezes normais e vigiadas que vêem o seu filho nascer sem vida e para as que dão à luz bebés saudáveis e mais tarde recebem um diagnóstico como uma bomba.

Para as mães que, sem saber, transmitem doenças genéticas aos seus filhos, para as mães de crianças com doenças raras, ou doenças degenerativas, ou doenças oncológicas, ou sem cura e muitas vezes sem nome.

Para as mães que vêem os filhos entrar em blocos operatórios, as que vêem os filhos contorcerem-se de dor, as mães que vêem os seus filhos ficar tetraplégicos, paraplégicos, dependentes de máquinas e de pessoas.

Para as mães que acompanham os filhos em tratamentos dolorosos, as que vêem filhos destruir a própria vida, a mutilar-se, a sofrer, a desesperar, a enlouquecer.

Para as mães que internam filhos em centros de recuperação.
As mães que não sabem do paradeiro dos seus filhos·
As mães que vêem os filhos morrerem, todos os dias, um bocadinho

Para as mães que recebem a notícia da morte de um filho.
As mães cujos filhos lhes morrem nos braços.
As mães que choram e enterram filhos

Para todas as mães que continuam a viver e carregam a pior e mais a indescritível dor de todas: ser impotente perante o sofrimento de um filho.

Nenhuma mãe merece passar por isto. Nunca.

Por isso, para todas as mães cujos filhos não são perfeitos, que desarrumam a casa toda, que fazem pinturas abstractas nas paredes, que não obedecem, que não ouvem o que dizem, que não dormem a horas, que não comem tudo, que nunca param quietos, que fazem xixi na cama, que usam chucha, que não fazem 10 actividades extracurriculares, que não estão no quadro de honra do colégio: agradeçam todos os dias por isso. 

*Conheço uma Mãe que hoje perdeu um filho para sempre e não sei o que lhe dizer, como dizer (…)

imagem@myeternety

LER TAMBÉM…

Carta às mães mais que perfeitas.

Já agradeceste hoje, pela sorte que tens?

Amor de mãe

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.