Feira do Livro

Eu fui à Feira do Livro

Eu fui à Feira do Livro

Este ano mais uma vez cumpri a tradição de ir à Feira do Livro de Lisboa… eu e mais não sei quantas mil pessoas! Mas eu fui com olhos atentos e ouvidos à escuta pois gosto de absorver tudo o que se passa à minha volta, não só os livros como todo o ambiente.

Fui em três visitas diferentes com três objetivos diferentes.

A primeira foi sozinha para fazer uma exploração exaustiva, demorar o tempo que fosse preciso em cada pavilhão, fazer as minhas compras com tempo e disponibilidade.

A segunda vez foi para dinamizar uma hora do conto a convite de uma editora.

A terceira vez foi um passeio em família em que os filhos aproveitaram para fazer as suas próprias escolhas e compras.

Alguns factos e curiosidades sobre a Feira este ano.

Foi a maior (em tamanho) desde sempre. Durou 19 dias, teve mais de 300 pavilhões e foi frequentada por milhares de pessoas. Realizaram-se cerca de 2100 eventos. Havia livros à venda para todas as carteiras, desde 80 cêntimos até mais de 100 euros. Ao escrever este texto ainda não tinha sido divulgado o número certo de visitantes ou de livros vendidos, mas fico à espera pois estou curiosa.

Algumas opiniões e considerações pessoais sobre o mesmo tema.

Cada vez mais vale tudo na hora de chamar as pessoas à feira. Brindes, jogos, personagens dos livros, pinturas faciais….até uma vista do céu ao telescópio houve!

A exposição “leitura em família”, da APEL valeu a pena para quem tirou uns minutos para a ler com atenção. Tinha algumas dicas importantes que muitos adultos deveriam ler.  O espaço Sensório Forbrain, para uma experiência sensorial da leitura (que não tive oportunidade de visitar) pareceu-me uma ideia genial e uma abordagem diferente à leitura. Fiquei com vontade de explorar melhor essa temática.

Há cada vez mais famílias percebem a importância dos livros na infância e estão dispostos a gastar algum do orçamento familiar para satisfazer essa necessidade (ainda que seja apenas uma vez por ano). Há também aquelas para quem a vista à Feira do Livro tem mais a ver com o passeio e toda a agitação mediática do que propriamente com os livros. Há famílias que já têm algum cuidado na escolha dos livros, procuram cada vez mais a qualidade. Há famílias para quem o fator monetário é critério de seleção. Mas o mais importante é que há famílias na Feira do Livro.

E desse lado, quem foi à Feira do Livro?

O que viram, o que compraram, o que gostaram?

image@NIT

Sou uma educadora de infância que em 2016 sentiu que era tempo de terminar a sua viagem pelas salas de Creche e Jardim de infância.

Com a sensação de missão cumprida, dei início a uma nova viagem. O caminho passa pelos livros infantis, pelas histórias, pela infância e pela parentalidade.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.