amigo

Hoje fiz um amigo

Hoje fiz um amigo!

Ainda mal o ano começou, e eu já fiz um amigo!

Como diz o Sérgio Godinho, coisa mais preciosa não há. E é verdade, não achas?

Ainda não sei se digo a toda a gente ou se fica um amigo secreto…porque não? Há que ter magia, há que acreditar…há dias, eu disse que o Pai Natal não existia, porque era uma certa raiva a falar…saiu-me…estou arrependido.

O meu amigo (ou será uma amiga?!) tem mais ou menos a minha idade.

Somos parecidos, no entanto, há coisas completamente diferentes na nossa maneira de ser. Parece ser esse o sal da amizade. Como na vida!

A variedade, como o sal da vida.

Não é o quanto somos iguais. Na disputa, nas discussões e nos desacertos, há tanta luz como na luz. Talvez até mais. Haja clareza nas discussões e boa fé.

É um amigo novo. Tenho vontade de o tratar bem. Quero dar-lhe atenção plena. Quero esfregar-lhe creme nas mãos, sem que se esqueça do mais importante: a hidratação vem de dentro, há que beber água.

Vou dar-lhe pistas para o ajudar a educar os filhos! Tenho, naturalmente, as minhas dificuldades em educar os meus, mas ao ensinar com o coração, sem pretensões, vou melhorar a minha própria forma de educar.

Vou, em breve, completar um sonho. Ficar com ele debaixo de umas mantas quentinhas. Sem esquecer a rua! Lá fora é a nossa casa. A casa da aventura. No frio, no sol…

Espero partilhar aquela “técnica” dos 10 segundos…li num livro…quando a ideia de fazermos algo nos surge na cabeça, iniciamos uma contagem decrescente. Ao chegar ao zero, levantamo-nos e vamos fazer! Simples.

Vou contar-lhe uma lenda (na verdade, uma história inventada por mim).

Diz assim: Há uma jóia rara que entrou num dedo. E agora, é ainda mais reluzente. O dedo. E a jóia. Mas não o devia ter feito! Foi um erro ter entrado! Aconteceu. Agora, para retirar a jóia, implica cortar o dedo. Corta-se?

Com isto, vou ajudá-lo a entender que somos humanos. Falando vamos crescendo. O erro faz parte.

Vou ajudá-lo a dormir melhor em 2019. Insistir para que tenha uma rotina ao deitar.

Não sei se vou falar com ele hoje.

Vou perguntar a sua opinião sobre a desbunda.

Vinho. Beberei vinho com ele. Nunca sermos só os dois. Claro. Assim, não faria sentido. Mas espero ser amigo dele para sempre.  E cada vez mais. Tenho a sensação de já o conhecer há anos…terei estado zangado com ele? Teremos tido altos e baixos?

Se me estiveres a ler, meu amigo Alfredo Jaime de Oliveira Leite, também conhecido como Xanico, auto-apelidado de forma irónica de “Doutor”…tem um bom ano de 2019!

Sei. Se estivermos bem, quem está à nossa volta, família, outros amigos, desconhecidos, e, claro, outros amigos secretos, vão estar cada vez melhor! Com mais sorrisos. Este é o desejo.

Vou proteger-te meu amigo. Vamos brincar. Vamos ser crianças à vontade. Seremos amigos. A sério. Para sempre.

E tu? Contas ser teu amigo? Contas ser tua amiga? Tens sido?

Não desprezes o poder de uma boa resolução com objetivos e metas, com um bom plano. Faz-te (cada vez mais) teu amigo em 2019.

Gosto de iniciativas “sem tretas” e com alma. Como a Up to Kids, por exemplo.

A criação do Mundo Brilhante permite-me visitar escolas de todo o país e provocar os diferentes públicos para poderem melhorar. Agitamos. Queremos deixar marcas.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.