Liberdade de Expressão – um direito e um dever

O inicio do ano de 2014 foi abalado pelo sangrento massacre no Jornal Francês Charlie Hebdo. Esta tragédia promoveu, uma vez mais, o recorrente debate sobre um direito fundamental de um sistema democrático – a liberdade de expressão.

A liberdade de manifestarmos a nossa opinião a nível pessoal, profissional e até público foi uma das maiores conquistas europeias e até há bem pouco tempo, algo que dávamos como adquirido e até natural. Estes recentes acontecimentos fizeram-me refletir sobre este assunto e chegar à conclusão de que muitos dos valores aceites e praticados nos últimos tempos estão em crise.

Claro que a nossa liberdade termina onde começa a liberdade do outro e que o respeito pela opinião tem que ser tido em consideração mas comportamento algum justifica a violência e a crueldade a que assistimos no passado dia 7 de Janeiro.

Educamos e criamos crianças para que falem e se expressem no máximo de línguas possível de modo a alargar horizontes e abrir portas a novas oportunidades.

Potencializamos o sentido crítico desde cedo para que as crianças de hoje possam ser adultos informados de amanhã. Insistimos no acesso precoce à tecnologia para que os jovens possam ter acesso ao mundo que os rodeia.

São estes os exemplos que passaremos?

Serão estes os valores democráticos com que sempre sonhámos?

 

Por Mariana Torres, Helen Doron National Franchisor Portugal
para Up To Lisbon Kids®

Todos os direitos reservados®

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.