Na corda bamba…ou o direito à escolha!..

Desde que acordamos até ao momento em que adormecemos…os nossos pensamentos deambulam na nossa mente, num frenesim doido em que revemos passos dados, planeamos passos a dar e fazemos opções, escolhas, a cada segundo que passa. Queremos controlar tudo, saber tudo, decidir sempre o certo. Mas o que é o certo? O certo agora, pode ser o errado amanhã…E o que é certo para mim, pode não ser para os outros…

Nós, pais, que temos em última análise a responsabilidade de optar por nós e de decidir, ou melhor, ajudar nas decisões tomadas pelos nossos filhos, ainda sentimos mais na pele o que significa viver na corda bamba!..

Somos verdadeiras muralhas, ou não…queremos transparecer que sim, mas sabemos que não, sabemos que nos desequilibramos, que podemos cair para o lado errado fazendo uma má opção, mas é a do momento, é a que nos parece melhor, é a que sentimos como a mais equilibrada e viramo-nos para eles, filhos, e dizemos com a certeza de quem tudo sabe e tudo pode, que “tudo vai correr bem”, “tudo vai passar”. E eles, crentes e de olhinhos esbugalhados, olhando para nós como se da nossa boca pudesse sair como por magia a solução para todos os seus problemas e dilemas, acreditam!.. E ainda bem! Porque sempre que um pai ou uma mãe diz que tudo vai passar, é porque quer com todo o seu ser que assim aconteça…e isso é válido, tão válido quanto a possibilidade de ser real.

O mais importante é que os nossos filhos percebam que damos 200% de nós para que tudo lhes corra bem. Fazemos 200% de esforço e sacrifício para que as nossas escolhas possam ser as melhores para eles e desejamos a 200% que as escolhas deles sejam deles, não nossas, mas que sejam as certas, ou seja, aquelas que os façam felizes.

Vivemos na corda bamba!..A cada segundo que passa fazemos escolhas e opções, temos sempre que pender mais para um lado que para o outro, e nós pais, temos que as fazer conscientes de que essas escolhas já não são só nossas!..

Mas também é importante assumir perante os filhos que a vida é isto mesmo, viver sempre com a certeza de que fazemos o melhor que podemos, damos tudo de nós e queremos sempre o melhor para os nossos, mas nem sempre acertamos nas escolhas, nem sempre escolhemos o caminho mais fácil e… também erramos. Ao assumirmos isto, podemos ser pessoas mais  plenas, menos martirizadas, menos culpabilizadas e culpabilizantes, mais honestas e mais humanas. E “ensinar” isso aos nossos filhos, mostrar-lhes que somos falíveis, que não somos  mágicos e que realmente não possuímos o dom de poder fazer com que tudo lhes corra bem mas tentaremos com cada molécula do nosso ser para que assim seja, isso é o que considero o nosso maior e mais importante desafio! Devemos transmitir aos nossos filhos que a vida é feita de escolhas e é uma aprendizagem constante…um processo em construção, jamais inacabado! E transmitir também que a liberdade de escolha é o nosso bem mais precioso. O poder optar, poder escolher, ser livre!. Esse é o tesouro a preservar. Aprender a crescer, a cair, a levantar, a reerguer e a perdoar. Perdoar…pois se não houver perdão constante, não se vive em pleno.

Temos então que saber viver na corda bamba!.. Uns dias mais equilibrados, outros dias menos, sempre preparados para a queda mas fazendo o possível para não cair…optando e pensando cada passinho…esperando que seja o melhor no momento para evitar uma queda, mas tendo coragem de o dar mesmo havendo hipótese dessa queda acontecer. Se acontecer, saber levantar com a mesma capacidade de decisão com que demos o passo…et voilá!..C´est la Vie! E a vida..é o que fazemos dela!..

Sejam felizes…ou pelo menos tentem!.. 

“Be happy…or die trying…

Por Maria João Cosme, para Up To Kids®
Todos os direitos reservados

imagem@tumbrl

 

1 thought on “Na corda bamba…ou o direito à escolha!..

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.