o que esperamos dos nossos filhos

O que esperamos dos nossos filhos

“Esperamos que gostem de brincar connosco, principalmente quando estivermos disponíveis e esperamos que brinquem sozinhos quando estamos ocupados.”

O que esperamos dos nossos filhos

Esperamos que chorem. Que chorem logo após o nascimento.

Depois esperamos uma primeira noite tranquila. Esperamos que peguem no peito à primeira e que façam corra bem. Esperamos que não precisem de suplemento. Esperamos que sorriam aos primeiros dias e que nos dêem boas noites. Que comam de 3 em 3 horas. Que façam cocó todos os dias.

Que usem chupeta para se acalmarem mas que a larguem com facilidade.

Esperamos que a adaptação à creche corra bem.

Que sejam simpáticos. Que gostem de ir ao colo das outras pessoas. Que não batam nos outros meninos assim que começarem as primeiras interações.

Esperamos que gostem de sopa, de fruta e de comida saudável. Mais tarde esperamos que comam sozinhos e sem se sujar.

Esperamos que se sentem aos 6 meses, que o primeiro dente surja aos 7 –se antes disso tanto melhor. Esperamos que caminhem ao ano e falem quase que fluentemente aos dois. Esperamos que a primeira palavra seja Mãe (esperamos sempre!).

Esperamos que dêem beijinhos a toda a gente, que sejam bem-educados e não nos causem problemas.

Esperamos que gostem de ar livre e de animais.

Esperamos que os filhos se vistam sozinhos e saibam atar os atacadores. Que gostem de ballet, futebol ou música. E esperamos quase sempre que pratiquem natação.

Esperamos que gostem de brincar connosco, principalmente quando estivermos disponíveis e esperamos que brinquem sozinhos quando estamos ocupados.

Esperamos que sejam bons alunos, tenham muitos amigos e que não tragam recados na caderneta. Esperamos nunca ser chamados à escola e secretamente esperamos que um dia ingressem no quadro de mérito.

Esperamos tudo o que sonhamos para eles.

Mas nem sonhamos que os bebés não nascem para dar resposta às nossas necessidades, anseios e vontades. Nem às nossas, nem às de ninguém. O bebé, e mais tarde a criança, tem vida própria. Tem  sonhos, necessidades, medos e frustrações.

Porque no meio de tanta expectativa esquecemo-nos de esperar que sejam só e apenas o que eles quiserem!

“Paigníficos” é um Blogue dedicado às questões da parentalidade e da educação.

Aqui acreditamos que todos os pais têm um potencial magnífico e que todas as famílias têm o direito a ser muito felizes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Instagram did not return a 200.