Gosto de ti

Gosto de ti, ponto final.

Gosto de ti.

Gosto de ti, ponto final.

Querida filha:

Gosto de ti quando estás despenteada, gosto de ti quando tens um gancho a segurar os caracóis;

Quando dizes frases completas que me enchem o coração, quando pareces falar uma língua de outro mundo;

Quando choras por te sentires injustiçada, quando as lágrimas chegam sem razão;

Gosto de ti  quando me acaricias o rosto; quando viras costas sem me ligar nenhuma;

Quando arrumas os brinquedos sem que tenha de te lembrar; e quando desarrumas a casa de uma ponta a outra a uma velocidade estrondosa;

Quando abraças os teus amigos à chegada à escola, quando fazes queixas porque um deles te empurrou;

Gosto de ti quando mostras autonomia na maior parte das tarefas e quando pedes ajuda para algo que sabes muito bem fazer sozinha;

Quando comes bem, quando parece que o apetite te foge;

Quando queres cantar todas as músicas do mundo e quando me pedes que não cante por cima da música que está a passar na rádio;

Gosto de ti quando abres uma caixa e dizes “uau” ao ver o seu conteúdo; e quando a pões para o lado ao fim de uns minutos;

Quando acordas com um sorriso, e também quando acordas a querer dormir mais;

Quando és justa; e quando te pareces esquecer de que o mundo não gira à tua volta;

Gosto de ti quando brincas com o pai; quando queres é estar sozinha.

Quando fazes perguntas sobre o mundo que observas; e quando pareces estar alheada do que se passa à tua volta.

Quando corres para os braços da tua tia, e até quando lhe respondes torto e não devias;

Gosto de ti quando te aninhas em mim e a tua respiração se apazigua, quando queres tudo menos colo;

Quando queres companhia para ler livros, quando me pedes que te deixe sozinha enquanto inventas as tuas próprias histórias.

Podia estar dois anos e meio a escrever o quanto gosto de ti e quais os momentos que me fazem perceber isso, mas… Não há nenhum momento em que não goste de ti e é isso que te quero dizer.

Erres ou acertes,

Sorrias ou chores,

Respondas ou obedeças,

Estudes ou sejas mais preguiçosa,

Sejas pontual ou te atrases sempre…

A mãe irá sempre gostar de ti da mesma maneira.

Porque me ensinaste que o verbo gostar não se conjuga com a expressão “mas” ao lado.

Nunca.

Por isso, gosto de ti.

Ponto final.

imagem@weheartit

MÃE DE UMA MENINA, É PARA E POR ELA QUE ESCREVE SEMANALMENTE, PASSANDO PARA PALAVRAS OS MAIORES SEGREDOS DO VERBO AMAR.

Autora orgulhosa dos livros Não Tenhas Medo e Conta Comigo, uma parceria Up To Kids com a editora Máquina de Voar, ilustrados por aRita, e de tantas outras palavras escritas carregadas de amor!