as mães é que sabem

Há coisas que só as mães é que sabem

Há coisas que só as mães é que sabem

Ser mãe é uma experiência única na vida de uma mulher. Não só porque passas a ver para além do teu umbigo, a entender o que de facto significa o amor, mas também porque “sentes na pele” coisas inimagináveis para uma mulher que não tem filhos. Passas a compreender que “saltar-te a tampa” é na verdade parte honrosa do mundo da maternidade e que por mais que dês o teu melhor, é impossível proteger um filho de tudo o que gostaríamos.

Tudo isto muda a tua maneira de ser e a forma como passas a olhar para as outras mães.

Porque há coisas que só as mães é que sabem.

Só nós é que sabemos o que são os enjoos “exagerados” de uma grávida. Há um dia que não te consegues levantar da cama sem passar pela casa da partida, neste caso pela casa de banho mesmo. E passas a manter um prato de bolachas na cabeceira, mesmo sabendo que não as vais aguentar muito tempo no estômago.

Só nós é que sabemos o que é ter medo do parto (mas se tantas mulheres já pariram, por que a preocupação?).

Só nós é que sabemos o alívio que é ouvir o filho a chorar depois de nascer e de contar cinco dedos em cada mão e pé.

Só nós é que sabemos o que é ficar uma noite sem dormir. Aliás, uma não, várias! E percebes como és uma pessoa completamente diferente, infelizmente, mais chorona e depressiva, depois de passares por fases de privação de sono.

Só nós é que sabemos que as mães não sabem sempre o que fazer com os filhos. O teu filho passa duas horas a chorar sem que consigas acalma-lo e isso não acontece uma, nem duas, mas muitas vezes no primeiro ano do seu filho.

Só nós é que sabemos o que é gastar mais do que a conta, porque quando se trata dos filhos não queremos que lhes falte nada.

Só nós é que sabemos que mais dia, menos dia, vais gritar com o teu filho. E não porque consideras a melhor forma de resolver o assunto – simplesmente porque não encontraste uma forma melhor de lidar com a birra ou crise de choro!

Só nós é que sabemos que fazer uma refeição quente é um verdadeiro luxo! E sentes saudade de engolir qualquer coisa acabada de sair do forno (porque a única forma de não comer comida gelada é aquecendo no microondas – mas o cansaço é tanto, que preferes comer frio e não teres que te levantar de novo da cadeira).

Só nós é que sabemos que se só houver tempo para uma coisa – comer ou dormir – tu dormes.

E que se na altura da escolha o teu filho estiver com febre, vais buscar forças ao fundo da tua alma e ficas acordada ao lado do berço.

Só nós é que sabemos que as mães que trabalham fora choram porque não podem estar mais tempo com o filho. E as que ficam em casa dariam tudo para estar sozinhas de vez em quando.

Só nós é que sabemos para que é que serve a festa de um ano do bebé. Claro que ele não se vai lembrar, mas tu nunca te vais esquecer!

Só nós é que sabemos que há alturas em que só o ombro de outra mãe será um lugar confortável para chorares as tuas dores. E se esse ombro for o da TUA mãe, melhor ainda!

Só nós é que sabemos de cor todos os defeitos que achavas que os teus pais tinham. Porque fazes tudo igualzinho, principalmente se o objetivo for o de proteger a cria.

Só nós é que sabemos que não há motivos para julgar a mãe que deixa o filho usar o tablet ou comer uma guloseima para ter cinco minutos de sossego. Que atire a primeira pedra a mãe que nunca fez isso!

Só nós é que sabemos que há poucas coisas mais irritantes do que um palpite mal dado. E há poucas mais gratificantes do que uma ajuda dada de coração aberto.

Só nós é que sabemos que depois do primeiro susto (“não, eu não vou ter mais filhos NUNCA mais!), dás contigo a pensar em ter um segundo filho.

Só nós é que sabemos que colo de mãe cura muitos males. E beijo de filho também.

Só nós é que sabemos que cada criança é única! E mesmo assim comparas o teu filho aos dos outros. Até teres provas concretas de que cada um tem seu tempo e que te preocupaste para nada!

Só nós é que sabemos que os livros sobre bebés ou resultam com o teu filho (e recomendas a toda a gente), ou  simplesmente são uma merda!

Só nós é que sabemos que as tuas amizades serão influenciadas pelo grupo de amigos do teu filho. E que também acabarás por influenciar as suas escolhas quando se refere às companhias.

Só nós é que sabemos que aquela história de que o tempo passa a voar é mesmo verdade!

Por isso não vale a pena abdicares do tempo com os teus filhos por dinheiro nenhum do mundo.

Só nós é que sabemos que não existe amor maior do que o de uma mãe/pai pelo filho. Nem sequer o que ele sente por ti é igual. E que quando nasce um bebé, nasce também uma razão pela qual se viver e lutar.

Só nós é que sabemos o que é que sentes quando o teu filho está infeliz. Como te salta o coração do peito se o põem de parte. Como tocarias de lugar com ele (sem hesitar) sempre que está doente. Como a preocupação te rói por dentro se o teu instinto te diz que algo não está bem. Como oras à noite, sendo ou não crente, quando ele se desvia do caminho.

Só nós é que sabemos que, mesmo que o mundo esteja a desabar à tua volta, se o teu filho estiver bem, tu estás feliz.

 

Baseado no artigo de Dicas de mãe, Blogger Nívia

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.