Irmãos: Antídoto do Egocentrismo

O amor entre irmãos é imperfeito, e ainda bem que assim é! Um amor imperfeito é aquele que mais investimento requer, mais esforço, mais capacidade de resiliência, para o manter e principalmente para o fortalecer!

É com os irmãos que melhor controlamos a nossa necessidade de egocentrismo e narcisismo. Desde o início aprendemos o sinónimo das palavras partilha, tolerância, perdão, companheirismo, cumplicidade…e amor imperfeito!

Partilhamos os brinquedos, o quarto, a roupa, o lugar da mesa, o tempo, o colo e os mimos dos pais.

Toleramos as birras, os brinquedos estragados, o colo perdido, a escolha do destino de férias, o gelado só com uma bola.

Perdoamos os joelhos esmorrados, as frases de ânimos exaltados, a culpa do que não fizemos, as mentiras.

Estamos juntos, caminhamos lado a lado, mesmo quando discordamos, não abandonamos. Somos cúmplices e honramos a defesa um do outro, como os 3 mosqueteiros nas suas temíveis aventuras. Temos um pacto de vida e de imperfeição…Somos irmãos!

A relação de irmãos é incompleta, continuamente inacabada. Não se alimenta de um amor incondicional como a relação pais e filhos. Não, o seu ímpeto reside na competitividade. Sim, na competitividade, não no embate de um contra outro, mas sim em combater as dificuldades para alcançar a felicidade de ambos. O sucesso de cada um individualmente é um mergulho no êxito a dois, uma conquista conjunta, uma alegria a par!

Olhamos para um irmão como um reflexo do que não somos, é nas diferenças que mais nos revemos. Pois, são essas desigualdades que nos permitem adquirir resistência para lidar com as dificuldades do mundo, são essas dissemelhanças que nos conferem a capacidade de aceitar e compreender o novo, o distinto, o estranho. Somos, sem dúvida melhores com irmãos, eles são o antídoto para o nosso egocentrismo!

O amor de irmãos é imperfeito, repleto de lacunas, como uma corda com imensos nós…Esses nós são a história de duas vidas que caminham lado a lado, apoiando-se num discernimento de ternura e cumplicidade para além do imago individual…somos irmãos!

 

Para o Daniel…companheiro de vida…Irmão!

Por Bárbara Rebelo, para Up To Kids®
Todos os direitos reservados

imagem@idealmam.ru

2 thoughts on “Irmãos: Antídoto do Egocentrismo
  1. Inês Clímaco diz:

    Felizes de todos os irmãos que conseguem ter uma visão tão real da relação que os une. Realmente é um amor bem diferente de todos os outros. Mais partilhado, mais competitivo, necessitando de mais investimento, pois apesar de caminharem lado a lado é necessário haver uma grande cumplicidade e discernimento para que ….não se afastem e sigam caminhos ausentes.
    PARABÉNS Bárbara pela forma tão clara e transparente como descreves a tua relação com o teu irmão. É um orgulho para mim, vossa mãe, constatar os seres humanos fantásticos que sois.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.