Ser mãe é tão fácil

Calma! Calma mães desesperadas, sonolentas, com roupas manchadas de leite e sabe-se lá mais o quê… Calma, mulheres que não vêm um rimel há mais de 6 meses e já desistiram daqueles jeans justos que antes ficavam tão bem… Não se zanguem, mães cansadas de arrumar uma casa onde mais parece que vivem 15 do que 3, e que já não sabem o que mais inventar para fazer uma sopa “diferente”…

Eu sou como vocês! Eu estou como vocês! Estamos todas assim!

Antes que se revoltem comigo por dizer que ser mãe é fácil, deixem-me explicar:

Antes do meu filho nascer tinha medo… Tinha muito medo… E se eu não soubesse cuidar de um bebé?! E como é que se fazia a alimentação dele? E se ele ficasse doente?! E se não fosse boa mãe?! 
Depois, entrei em “modo automático”! Nada do que eu fazia era consciente ou propositado, era puro instinto… Como se estivesse fora do meu corpo sem ter a verdadeira noção das minhas acções… Quase como um sonho, mas sempre com um diabinho na minha cabeça a dizer tudo o que EU TENHO QUE fazer… TENS QUE fazer isto, TENS QUE fazer aquilo… Raio do bicho..

Com o tempo percebi que eu não “TINHA QUE” nada! Nem tinha, nem tenho! Porque ser mãe é tão fácil…

Há alturas complicadas. Há momentos difíceis.Há o cansaço, o não saber o que fazer. A pressa de voltar ao que a vida era (sem ainda sonhar que nunca mais será igual), a necessidade de voltar a sentir outras coisas (sair daquele modo automático que falei mais acima)… É duro! É o papel mais duro nas nossas vidas. Mas é também o mais gratificante e aquele que mais nos preenche! Os momentos bons são muitos mais e sobrepõem-se claramente às dificuldades, e um abraço daqueles pequenos seres cura todos os males do mundo! É mágico…

E na verdade ser mãe é tão fácil… Porque não precisamos de nada. O que faz de nós boas mães está em nós. Cresce em nós, tal como eles!
Porque instintivamente vamos saber como cuidar deles. Vamos saber dar-lhes o que eles precisam, vamos curar todos os males com colo, mimo e abraços… É natural, é instintivo… É algo que vive em nós e que não sabemos até sermos mães… É difícil de explicar, mas na realidade, ser mãe é tão fácil quanto dar um abraço. Porque um abraço entre mãe e filho é o momento mais sereno que há! É onde tudo é certo, tudo é bom, tudo é feliz!
E se o que queremos é que sejam felizes, é tão simples quanto isso. Basta amá-los e o resto acontece!  Porque quando se ama, não é preciso mais nada!

imagem@babble

LER TAMBÉM…

Será que sou má mãe?

Eu não sou uma mãe perfeita, sou uma mãe perfeitamente real

O mais difícil de ser mãe, é aceitar que o somos

 

Quando entrei no mundo da maternidade, descobri uma nova pessoa em mim, e toda uma nova forma de ver a vida.

Assim, e porque encontrei muitas dúvidas, criei o blog Sei Lá eu ser mãe. A maternidade aos meus olhos. Sem rodeios nem floreados. Software tester de profissão, é a escrever que me sinto livre.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.