O açúcar da vida

O Açúcar da vida

LER PRIMEIRO |
O SAL DA VIDA

Depois da festa acorda-se tarde. Para quem tem filhos, isto quer dizer pouco depois das nove da manhã.

Depois da festa vejo-o pela primeira vez. Lá está ele. Um cabelo branco.
Acordo, vou ao espelho e lá está ele.

Será que surgiu do dia para a noite? Será que ouviu o “parabéns a você” e apareceu como quem grita “Estou aqui! Apanhei-te!”?

Lavo a cara e ouço que os miúdos já acordaram todos. Todos. Um, dois três…Depois não quero estar a ficar ve…Talvez não seja bom usar a palavra. Peço um abraço com força aos três. Afinal, o pai está um ano mais ve…

Lembro-me de um filme em que a personagem interpretada por Tom Cruise, retira um cabelo branco com uma pinça depois de se observar ao espelho. A sorte é que não achei a cena ridícula. Achei premonitório. Recordo-me de ter pensado: “Serei eu a fazê-lo em breve?”.

E também me trouxe questões. Será que a personagem estará a levar o envelhecimento a mal? Será positivo o comportamento de arrancar o cabelo, porque denota preocupação com a imagem? É um pormenor? É um sinal?

A palavra que há pouco evitei era velho. Pesa um pouco. Antes ela (a palavra) do que eu…

Depois da festa, temos de continuar! Arrumar a sala, limpar e começar a pensar na próxima. Claro que não há duas iguais . Como não há dois filhos iguais.

A pinça, entretanto, foi usada. Menos um.

Amanhã há mais. Mais festas, mais abraços aos filhos, mais pinças…amanhã há mais marcas do tempo a passar. Que essas marcas sejam o açúcar da vida.

imagem@klikkmultimedia

Gosto de iniciativas “sem tretas” e com alma. Como a Up to Kids, por exemplo.

A criação do Mundo Brilhante permite-me visitar escolas de todo o país e provocar os diferentes públicos para poderem melhorar. Agitamos. Queremos deixar marcas.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.