O que quero para o próximo ano

O que quero para o próximo ano

O que eu quero para o próximo ano

Chegando a esta época que aquece os corações todos nós fazemos votos, para nós e para os que nos são mais queridos.

Mas a verdade é que passamos um ano inteiro à espera dele e pufff, o Natal passa mais depressa que aquelas férias com que andamos a sonhar meses a fio.

Por isso, este ano, os meus votos serão alargados a todo o ano – o que está a terminar e o que se avizinha.

Para o próximo ano quero menos coisas e mais tempo para estarmos uns com os outros.

Quero menos julgamento e mais capacidade de olharmos em volta e colocarmo-nos na pele de quem nos rodeia.

Mais elogios que vêm do fundo do coração, menos tendência para adiarmos para amanhã algo que pode fazer alguém feliz.

Quero ensinar aos miúdos que apesar de serem bombardeados com anúncios de bonecada, o mais importante é que saibam brincar entre si e até sozinhos. Que nunca se cansem de explorar e se desafiar, que nenhum mal vem ao mundo por não ter o boneco A ou a princesa X e que o que as histórias têm de bom é o que aprendemos com elas.

Para o próximo ano quero menos culpa. Quer seja imputada a nós ou seja para nos livrarmos de alguma responsabilidade.

Quero não esperar dos outros mais do que aquilo que são capazes de dar e sermos agradecidos pelo seu esforço.

Valorizar o que vale realmente a pena e deixar o acessório ter, o seu pequeno, espaço no nosso dia-a-dia.

Para o ano próximo ano quero dar sem esperar receber.

Quero abraçar sempre e principalmente nunca deixar para depois aquele “amo-te” que devia fazer parte de todos os dias.

Corrigir sem humilhar, agradecer as críticas construtivas que nos chegam de todos os lados se estivermos abertos para as ouvir.

Para o próximo ano quero fechar os olhos e respirar fundo quando é preciso. Dizer uma palavra ou outra mais dura quando os momentos assim o pedem e nunca, mas nunca, pedir desculpa apenas para terminar uma discussão – ou seja dizer o que se sente e sentir o que se diz.

Para o próximo ano quero abrandar a correria, as pressas e ficar mais.

Agradecer mais.

Pedir menos.

Ser mais felizes com quem somos e com o que temos. Apesar do que temos.

Olhar para o futuro como aquilo que ele é: um manancial de coisas boas prontas a acontece.

Que venha o novo ano.

Estamos prontos.

imagem@wetransfer

MÃE DE UMA MENINA, É PARA E POR ELA QUE ESCREVE SEMANALMENTE, PASSANDO PARA PALAVRAS OS MAIORES SEGREDOS DO VERBO AMAR.

Autora orgulhosa dos livros Não Tenhas Medo e Conta Comigo, uma parceria Up To Kids com a editora Máquina de Voar, ilustrados por aRita, e de tantas outras palavras escritas carregadas de amor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.