O que é que fazes todo o dia?

Um homem chegou a casa do trabalho e encontrou os  seus 3 filhos na rua, ainda de pijama, a atirar lama, com caixas de comida vazias e invólucros espalhadas jardim. A porta do carro da sua mulher estava aberta, e quando entrou pela porta da frente de casa, não havia nenhum sinal do cão, e encontrou … uma confusão ainda maior.

O candeeiro estava deitado no chão, o tapete enrolado contra a parede. Na sala da frente, a TV estava aos gritos no canal dos desenhos animados, o quarto de brincadeiras estava cheio de brinquedos espalhados e várias peças de roupa no chão. Na cozinha, pratos até cima no lava-loiças, o pequeno-almoço entornado no balcão, a porta do frigorífico aberta, comida de cão espalhada no chão, vidros partidos debaixo da mesa, e uma pequena pilha de areia marcava um rasto desde a porta de serviço até meio da casa.

O homem rapidamente subiu as escadas, passando por cima de brinquedos e mais pilhas de roupas, à procura da sua mulher. Estava preocupado, não sabia se estaria doente ou se teria acontecido qualquer coisa mais grave.

Um caminho de água escorria para fora da casa de banho. Quando olhou lá para dentro viu toalhas molhadas, sabonetes empapados a desfazer-se e mais brinquedos espalhados pelo chão. Quilómetros de papel higiénico molhado numa pilha e pasta de dentes ao longo dos espelho e paredes.

Enquanto  corria para o quarto, encontrou a sua mulher ainda enfiada na cama de pijama e a ler um romance …
Olhou para ele, sorriu e perguntou como correu o seu dia.

O marido olhou para ela confuso e perguntou: “O que é que se passa? Está tudo bem? O que é que aconteceu aqui?”
A mulher sorriu e respondeu: “Sabes todos os dias quando chegas a casa do trabalho e me perguntas o que é que eu faço todo o dias?…”

-“Sim”, foi sua resposta incrédula ..
– “Bem, hoje eu não fiz nada”

 

Em “The Best Jokes and Stories: And How to Tell Them”, de Por Gene Levin

2 thoughts on “O que é que fazes todo o dia?
  1. Adorei!!!!!! Realmente quem não passa o dia em casa não avalia o trabalho permanente, contínuo, esgotante, desgastante que há para fazer quotidianamente. Principalmente quando os filhos ainda são pequenos e não têm noção do certo e do errado…. Eu trabalhei fora de casa praticamente durante 30 anos. Saía antes das 8H00 e chegava, não raras vezes, depois das 20H00. Tive a sorte de ter pessoal que me ajudou mas não era fácil chegar a casa e ir directamente para a cozinha fazer o jantar. Todos estavam à espera para comer. Anos mais tarde, já sem filhos em casa, continuo a trabalhar, embora com muito mais calma mas o trabalho de uma casa nunca, nunca, nunca tem fim!!!! Só quem o executa é que lhe dá o devido valor!!! Excelente artigo. Parabéns.

  2. m.taborda.rocha@gmail.com diz:

    Adorei!!!!!! Realmente quem não passa o dia em casa não avalia o trabalho permanente, contínuo, esgotante, desgastante que há para fazer quotidianamente. Principalmente quando os filhos ainda são pequenos e não têm noção do certo e do errado…. Eu trabalhei fora de casa praticamente durante 30 anos. Saía antes das 8H00 e chegava, não raras vezes, depois das 20H00. Tive a sorte de ter pessoal que me ajudou mas não era fácil chegar a casa e ir directamente para a cozinha fazer o jantar. Todos estavam à espera para comer. Anos mais tarde, afastada já de uma obrigação laboral diária obrigatória continuo a trabalhar na minha casa e, apesar de tudo, tenho saudades do tempo em que trabalhava fora de casa!!!! Excelente artigo. Parabéns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.