Um pé à frente do outro

É caminhando que se faz o caminho. Essa é uma lição que devíamos aprender com os nossos filhos.

Primeiro nascem e, apesar da exigência do acto de cuidar deles, pouco fazem.

Permitem-se aprender a respirar fora da barriga, a ouvir as vozes sem filtros, a distinguir o dia da noite (ou nem tão bem, muitas vezes), a chorar quando estão cansados, com a fralda suja ou com fome. Depois aprendem a segurar a cabeça, a sentar-se, a segurar as coisas, a sorrir. Gatinham, fazem as primeiras brincadeiras interactivas, riem e seguem o seu caminho. Conquista atrás de conquista.

Com mais ou menos paciência, vamos acompanhando esta evolução e aprendendo muitas vezes como é preciso ter calma, como com o tempo eles vão mamando melhor, comendo melhor, dormindo melhor, fazendo-se entender melhor.

Somos capazes de ter uma paciência da China com os nossos filhos e esquecemo-nos de a ter connosco. Nós, apesar de há muito não sermos bebés, também estamos a crescer. Continuamos a fazê-lo, dia após dia. São ainda muitas as lições que temos pela frente, muitas as ocasiões em que compreendemos a falta que nos faz quem nos guie.

Damos as mãos aos nossos filhos e esquecemo-nos de olhar para dentro e tentar perceber aquilo de que precisamos.

Temos de estar em equilíbrio para sermos bons pais. Temos de reconhecer as nossas falhas, os campos em que temos de melhorar e isso abrange muito mais que a maternidade/paternidade.

O desafio é de crescer com os nossos filhos e não apenas vê-los crescer. Só assim eles poderão contar connosco no futuro, ver-nos como um bom exemplo.

Somos humanos, apesar de muitos serem super heróis sem capa – mas até os super heróis têm as suas fraquezas. E as fraquezas não são necessariamente defeitos, mas sim características que deviam servir para nos fazerem seguir em frente. Aprender com o passado, fazer planos realistas para o futuro, sermos melhores em tudo o que nos propomos.

Um dia de cada vez.

Afinal, os nossos filhos estão a ver-nos. E um dia serão eles a estar no nosso lugar.

Temos a obrigação de deixar um bom legado. E com amor e paciência tudo se consegue – chegaremos lá.

imagem@weheartit

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.