décimo mês

décimo mês

O Décimo Mês

Quando um bebé nasce, nasce também uma mãe.

Uma mãe que não sabia que brevemente iria deixar de fazer refeições quentes, deixar de dormir até tarde aos fins-de-semana e que não fazia ideia que seria possível amar tanto alguém tão pequenino.

A nova mãe começa então a descobrir novos sentimentos, medos nunca sentidos, emoções que não consegue descrever por palavras.

A verdade é que esta mãe vem tão mal preparada para lidar com as mudanças que é perfeitamente normal que comecem a surgir dúvidas que, quando prolongadas, poderão criar inseguranças e fragilidades.

Quando fui mãe a primeira vez, há cerca de 11 anos, devorei todos os livros sobre o pós-parto, maternidade, e o desenvolvimento do bebé mês a mês, mas mesmo assim, muitas vezes me senti perdida. Há sempre pequenas coisas que não vêm escritas em lado nenhum. Quer sobre a amamentação, sobre o nosso corpo, sobre o que sentimos em relação ao bebé e em relação a nós próprias, agora mães.

Ontem estive presente num evento da Bayer, onde apresentaram uma nova plataforma que foi lançada com o apoio de Bepanthene Pomada e que esclarece tudo sobre esta nova fase da vida (Eu já tinha andado lá a cuscar). O nome é o mais apropriado possível, Décimo Mês. O décimo mês da mãe começa no dia em que o bebé nasce. Este dia representa o fim da gravidez e o início de duas vidas novas.

A frase que me ficou na cabeça na apresentação desta plataforma foi:

“Quando nasce um bebé, nasce também uma nova mulher”

Ena. É mesmo isto. Além de ter nascido uma mãe, nós tornámo-nos numa nova mulher.

Nasce uma “mãe” apenas no nosso primeiro filho ou gravidez porque a partir daí passamos a
sê-lo todos os dias até ao nosso último sopro.

Mas esta nova mulher nasce em cada gravidez. Em cada filho que temos sofremos novas transformações tanto físicas como psicológicas: mais responsabilidades, mais experiência, mais encargos, mais estrias, mais barriga, menos cabelo, menos horas de sono. Tudo isto nos transforma.

Quantas vezes nos perguntam num pós parto como é que estamos? Como é que nos sentimos? Como é que estamos a lidar com esta nova mulher?

O mais comum é perguntarem se o parto correu bem, se o bebé mama, se fez cocó, e se dorme à noite. E nós?

Nós, sem nos apercebermos, também só temos olhos para o bebé.

Acho interessante pensar sobre o princípio das instruções de segurança dos aviões: em caso de emergência devemos sempre colocar as máscaras de oxigénio primeiro em nós próprias, e só depois nos filhos. A razão é óbvia mas vai contra tudo aquilo que instintivamente uma mãe faz.

Uma mãe pensa sempre em primeiro lugar no filho deixando as suas necessidades, medos e inseguranças muito bem guardadas. Por isso é que as mães são fortes. Não por não terem medo mas por terem a capacidade de enfrentar e aguentar tudo em prol dos filhos.

O problema é quando as recém-mães não estão num caminho seguro de recuperação.

O Décimo Mês acredita que que só quando a mãe tem todo o apoio que precisa é que consegue verdadeiramente tornar-se a mãe que deseja ser.

Por isso, esta plataforma foi pensada e criada para ajudar todas estas novas mulheres a encontrarem o seu equilíbrio durante as primeiras semanas e meses que sucedem ao nascimento do bebé.

Neste espaço podemos encontrar artigos divididos por 5 categorias distintas, direcionadas não só às necessidades do bebé, mas também às da mãe e mulher – Recuperação e Saúde, Bem-estar Emocional, Uma Nova Realidade, O Seu Corpo no Pós-parto e Relacionamentos e Amor.

São artigos escritos de mãe para mãe e revistos por um painel médico de aconselhamento que garante que toda a informação transmitida é especializada e não relatos infundados de experiências caso a caso.

Eu, enquanto mãe de 4 filhos, só tenho pena que esta plataforma não tenha sido pensada mais cedo (tipo quando eu comecei a ter filhos) porque, de facto, é um útil e completo suporte para todas as mães!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Instagram did not return a 200.