Boas Fontes de Proteína de Origem Vegetal

Quando pensa em proteína, pensa imediatamente em produtos animais como carne e queijo? Nem sempre é uma boa ideia ingerir demasiada proteína animal, uma vez que pode causar inflamação e pode contribuir para densidade óssea reduzida.

Uma das principais diferenças entre proteína animal e proteína vegetal é que a proteína animal contem todos os aminoácidos essenciais. Os aminoácidos são os elementos que constituem as proteínas. Existem cerca de 20 aminoácidos no total, dos quais 9 são essenciais, o que significa que, só pode adquiri-los através da alimentação. A proteína vegetal frequentemente não contém todos os aminoácidos essenciais e precisa de ser complementada com diferentes proteínas vegetais de modo a obter uma proteína completa.
Por exemplo, com uma dose de leguminosas, ou seja, grão, feijão, favas ou lentilhas, junta uma mesma dose de cereal, ou seja, arroz massa, centeio, cevada, aveia,ou cuscus. Para obter uma refeição completa não se deve esquecer de incluir em metade do prato, legumes ou vegetais, juntamente com os outros alimentos.

Boas fontes vegetais de proteína incluem, nozes, sementes, leguminosas e tofu.
Outras boas fontes de proteína que podem surpreender incluem, a maçaroca, batatas assadas, brócolos, alcachofras, ervilhas, cogumelos e espinafres. Quinoa, soja e trigo-sarraceno têm proteínas completas.

Drª Camilla Menezes, Nutricionista da Horas de Sonho, apoio à criança e à família

Surgiu de uma iniciativa da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa,em 2002.
Apoio à Criança e à família

A Horas de Sonho é um Negócio Social Sustentável (cooperativa de solidariedade social), que engloba diversos serviços de apoio à criança e à família, adequados aos diversos ciclos das suas vidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.