O meu filho está com dor nos testículos. O que posso fazer?

O meu filho está com dor nos testículos. O que posso fazer?

Dor nos testículos

Esta é uma questão muito importante e que por norma não é falada com as mães de rapazes. Assim, a maior parte de nós não sabe que pode ser grave e de resolução urgente. É muito importante que a criança ou adolescente seja observado por um médico no dia em que a dor aparece. Não releve esta situação, pois as consequências poderão ser irreversíveis.

O meu filho está com dor nos testículos. O que posso fazer?

A dor nos testículos é uma situação relativamente frequente, mas que requer sempre uma observação médica urgente.
Na maior parte das vezes é causada por uma inflamação provocada por vírus, mas nalguns casos pode significar um quadro mais grave: uma torção do testículo.
Esta situação acontece sempre que o testículo roda sobre si mesmo, o que faz com que o sangue não consiga passar. Se o quadro não for revertido atempadamente, pode-se tornar irreversível e originar a “morte” do testículo afectado, que terá que ser removido através de uma operação. Para evitar que o quadro tenha este desfecho, pode ser necessário fazer uma cirurgia para corrigir a situação, mas isso só é possível se o diagnóstico for feito atempadamente (geralmente requer a realização de uma ecografia para confirmação).

Assim, reforço a ideia de que sempre que um menino tem dor nos testículos deve ser observado com urgência por um médico, particularmente se o testículo afectado estiver mais duro, inchado e escuro do que habitualmente.

Esta é, claramente, uma das situações em que mais vale “pecar por excesso” do que deixar o quadro evoluir.

 

image@myfamilymedicinepractice

Pediatra na Unidade Local de Saúde do Alto Minho, em Viana do Castelo.

Sempre achei que a pediatria devia sair dos hospitais e consultórios e aproximar-se o mais possível da população e foi sempre com esse propósito que fui desenvolvendo o meu blogue.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.