vai uma assoadela

Vai uma assoadela?

Com a moda da Dieta Paleolítica e com a fantástica reportagem que li lembrei-me de vos contar parte da minha consulta de diagnóstico e tratamento em crianças. Podem primeiro experimentar e ver a vossa evolução antes de testar nas crianças.

No nascimento ganhamos a mais básica das funções vitais, a Respiração. Todos os animais nascem com respiração nasal, não vale comentar o cão porque também respira pelo nariz. Só depois (sim, podem ser segundos depois) vem a sucção/alimentação.
A função Respiratória é Nasal. Através do nariz a respiração é mais eficaz, melhora os níveis de oxigenação de todas as células, as trocas de oxigénio e dióxido de carbono são mais eficazes, o volume de ar é maior e energeticamente mais eficaz, a oxigenação do cérebro é a ideal, as estruturas esqueléticas desenvolvem-se mais eficaz e proporcionalmente, há menor índice de cáries dentárias e más posições dentárias, reduz patologias como roncopatias, asma, bronquiolites e otites.

Hoje em dia a respiração oral é considerada uma síndrome. Muitas vezes o nariz ainda é funcional mas criam-se hábitos de respiração oral e esta torna-se predominante.
Quanto mais tempo predominar o hábito mais difícil será a sua correcção sendo por vezes a cirurgia e os aparelhos insuficientes e com alta recidiva (reaparecimento do problema).
Para a recuperação natural ou pós-cirúrgica a educação, higiene e exercícios são fundamentais.
Mais uma vez, a prevenção é fundamental e começa assim que o bebé nasce.
Para uma função respiratória perfeita o nariz deve sempre estar desobstruído através da lavagem, aspiração/assoar e manutenção da respiração.

Tomando como exemplo um recém-nascido podemos constatar que se lavar o nariz (“ranhoso”) antes de mamar o Bebé pega bem na mama e respirará pelo nariz. Desobstruído o nariz permite a passagem do ar e impede de novo o congestionamento. Como o bebé tem a mama na boca não irá haver outra passagem de ar e o circuito é mantido.

desconhecido_3

As crianças são as mais ferozes lutadoras pelas suas vontades e se há coisas de que não gostam são as primeiras a afirmar, a negar e a combater. Nós adultos deveríamos manter esta força pelo que mais queremos e assim persistir na lavagem ‘sem dó nem piedade’ dos narizes das nossas crianças para que sejam saudáveis.
Quantas de nós lavam o nariz antes da constipação estar instalada? E o do nosso filho?
Guerras intermináveis, corridas inglórias e eles muitas vezes escapam-se das nossas mãos.
Pensando bem, quando estou constipada o que menos quero é alguém agarrado ao meu nariz, já ferido, dorido e quase dormente.
Então cá em casa Eu, sem vergonha, ‘sem dó nem piedade’ e durante todo ano manda assoar ou lavo todos os narizes ao menor sibilo. Quando estou a trabalhar faço, aos ‘meus’ meninos, exactamente o mesmo e treino as assoadelas.
Para completar/complementar este exercício básico entra a alimentação.

Muitos Pais referem que os seus filhos com 1 ano de idade comiam de boca fechada e agora (após os 4 anos de idade) é muito difícil que o façam.
Ser Mãe é ser persistente para um futuro melhor. E o que muitos acham ser apenas um preciosismo de boas maneiras é nada mais nada menos que o exercício de forças musculares sobre os ossos e dentes para o desenvolvimento músculo-esquelético da face de qualquer criança. Resumindo, ao mastigar de boca fechada a respiração será pelo nariz, a língua exerce forças para o crescimento dos maxilares e as bochechas e lábios exercem forças contrárias para guiar esse crescimento.

desconhecido_1

Quando o nariz está regularmente obstruído, total ou parcialmente, por instinto de sobrevivência respiramos pela boca. Este trajecto requer menor eficiência energética pois a boca está mais perto dos pulmões mas por permitir menor aporte de oxigénio provoca o aumento da frequência respiratória e por sua vez mais cansaço e agitação. O hábito rapidamente se instala e passa a Sindrome.
Devido à má permuta de oxigénio-dióxido de carbono entre os alvéolos pulmonares e o sangue as concentrações de Dióxido de Carbono aumentam e provocam Hiperventilação. Numa pessoa saudável os níveis de dióxido de carbono são as mesmas no sangue e nos pulmões.
A Hiperventilação e a má troca de gases provoca a deterioração dos pulmões.
A respiração Oral ou predominantemente oral provoca o aumento do risco de cáries dentárias e alterações das posições dentárias por falta da força da língua, bochechas e lábios que não podem estar em contacto para o ar circular.

desconhecido

As alterações da face começam na boca e continuam:
– face mais comprida
– olheiras
– nariz típico de respiradores oral
– lábios ‘moles’ e secos
– dentes de ‘coelho’
– cabeça inclinada para a frente e
– aumento da curvatura das vértebras cervicais para trás.
A inclinação da cabeça e cervicais deve-se ao encurtamento necessário para aproximar os pulmões da boca.

desconhecido

Quando o ar circula na boca as amígdalas e adenóides sentem necessidade de exercer a sua função protectora e inflamam ou infectam com maior recorrência. Como as estruturas são todas muito próximas e dentro do mesmo sistema rapidamente a infecção/inflamação contagia os ouvidos e o processo torna-se cíclico e mais frequente que o desejado.
As Roncopatias, assustadoramente, não pertencem só aos crescidos, cada vez mais há crianças a ressonar noite após noite. Ao fazê-lo não irão ter o número de horas de sono e descanso necessário e os números são assustadores.
As crianças que ressonam são crianças com predisposição aumentada para:
– défice de atenção
– obesidade
– mau rendimento escolar
– doenças respiratórias
– aumento de cáries dentárias
– deficiência das arcadas dentárias e apinhamento dentário
– apatia ou hiperactividade
– diabetes

Concluindo o BBB* é assoar/lavar o nariz sempre que necessário, principalmente antes das refeições, ao acordar e ao deitar, em qualquer idade e manter a boca fechada.

desconhecido_2

* bom, bonito e barato

 

Estas imagens foram recolhidas na internet.

9 thoughts on “Vai uma assoadela?
  1. Rita Sousa Tavares diz:

    Isabel, peço desculpa pela demora. Na realidade existe um problema e já tentei outras vezes publicar uma resposta e não consegui.
    NUNCA É TARDE PARA RECUPERAR A CAPACIDADE RESPIRATÓRIA. no entanto, quanto mais tempo passar mais se agravará e as abordagens serão diferentes.
    Comece por avaliar as horas de sono e a quantidade de água ingerida (33ml/Kg).
    Depois faça exercícios para aumentar a capacidade respiratória. Eu pessoalmente gosto do Sistema Buteyko. Insista para a mastigação ser de boca fechada e sempre que não está a falar ou comer peça para ter a boca fechada. Há 2 técnicas ‘faceis’ de usar em casa, ou cola com penso rápido com bonecos ou pede para segurar com os lábios um pauzinho de gelado.
    Uma equipa pluridisciplinar pode ajudar, como médica dentista trabalho com uma terapeuta da fala, um otorrino e uma fisioterapeuta. Assim, o otorrino trabalha a parte do nariz, a terapeuta da fala trabalha os músculos da boca e da face e a fisioterapeuta faz a ginástica respiratória para que eles saibam assoar-se e tossir.
    Espero ter ajudado e qualquer dúvida disponha.

  2. Isabel Ferreira diz:

    Muito obrigada pelo artigo!!!
    Só cheguei a ele foi com 9 anos de atraso!…:( ainda irá a minha Rita de 11 anos a tempo de deixar de ter as olheiras de que tanto desgosta?!
    É possível reverter o processo?Ainda? Há 9 anos que tem o nariz obstruído….

  3. Bom dia Rita, não sei se consegue responder (sem ver) à minha pergunta, mas coloco-a à mesma. Tenho uma filha de quase 2A e meio. Dorme imensas horas (mesmo muitas) de sesta e à noite cerca de 11h/12h. No entanto, tem sempre olheiras e muitas vezes quando acorda de manhã passado pouco tempo tem sono. Ao ler o seu artigo pensei se poderia ter relação com a respiração, ou seja, apesar de dormir muito o sono não ser suficientemente reparador. Ela chucha no dedo, basicamente só quando tem sono ou para dormir, mas tenho reparado que a dormir está praticamente sempre com o dedo na boca – sendo que já se nota (para mim leiga) nos dentes da frente e o lábia de cima esticado o efeito do dedo, logo imagino que um dentista veja logo a arcada e em tudo o mais – mas não reparei de que forma respira (se através do dedo pela boca ou pelo nariz).
    Resumindo, acha que a respiração bucal poderá influenciar a qualidade do sono?
    Obrigada.

    1. Rita Sousa Tavares diz:

      Mafalda, tenho uma filha que também chucha no dedo!
      Compreendo as suas preocupações pois também as vivo. Tente que chuche só na cama. Mantenha o nariz sempre impecavelmente desimpedido. Incentive vivamente a mastigação de boca fechada. E durante o dia lembre-a para andar de boca fechada.
      Pode parecer pouco mas as forças musculares irão contrapor as forças dos dentes. Na minha opinião se for vista por um Odontopediatra poderá corrigir (se tiver essa formação) algumas posições dentárias ou guiar os dentes para uma posição mais favorável.

    2. Rita Sousa Tavares diz:

      Mafalda, relativamente às olheiras dê mais água, pode ser falta de ingestão e consulte um Otorrinolaringologista. Fale com a/o Pediatra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.