Seja um aliado do Não. A palavra que não deve recear

Seja um aliado do Não. A palavra que não deve recear

Seja um aliado do Não.

Não receie esta palavra.

Quando devidamente utilizada saber dizer NÃO é um ato de carinho, de amor e de segurança.

A criança precisa de regras para viver em sociedade, precisa de perceber o que pode e não pode e nem sempre o que ela quer é o melhor para ela.

O problema surge quando a famosa palavrinha é utilizada como arma em vez de ser utilizada como instrumento para regular comportamentos.

Imagine que chega a casa, o seu filho está mesmo contente por o ver. Nesse instante você atende o telefone e ele não para de andar à sua volta, começa por brincar e depois pede para comer chocolates, você diz-lhe duas vezes que NÃO mas ele pede mais alto, grita e você acaba por aceitar.

Precisa mesmo conseguir acabar o tal telefonema e esta é, sem dúvida, a forma mais fácil, mais imediata.

Ele, contente com a sua conquista, entretém-se a comer chocolates enquanto você continua a falar ao telefone. O telefonema acaba e a espectativa de brincarem juntos por 15 minutos termina em desilusão, ainda assim o seu filho vai para o banho sem grande resistência, veste o pijama e quando chega a hora de jantar instala-se a confusão: ele recusa-se a comer, diz que não tem fome, você diz-lhe que então ele NÃO vê televisão durante os próximos dias.

Quem pode recriminar? Seja um aliado do Não.

Sabemos que a sociedade não para e tantas e tantas vezes não conseguimos acompanhar os filhos como queremos, pois estamos numa espiral alucinante. Mas, a verdade, é que a famosa palavrinha tornou-se, nesse caso, realmente um inimigo a combater. Imagine que voltava o filme atrás e que dizia firmemente a famosa palavrinha em duas situações: “NÃO posso falar agora ao telefone porque acabei de entrar em casa!“NÃO podes comer os chocolates porque vamos jantar dentro em pouco!

NÃO posso falar agora ao telefone”

Sei que é uma medida impopular, achamos que temos mesmo que falar, no seu caso seria impossível não o fazer, mas será que seria mesmo? Terá escassas situações por semana em que isso é mesmo assim e todas as outras, não podem esperar uma hora, ou umas horas?

NÃO podes comer os chocolates

Este NÃO tem que ser mantido. Se ceder está a garantir que vai gastar muito tempo nesta guerra. Está a ensinar o seu filho que gritando e levando o outro ao desespero se consegue o que quer. É essa a mensagem que quer passar?

Aceite o CONSELHO DA SEMANA e seja um aliado do NÃO, diga-o com convicção, escolhendo as alturas certas para o fazer.