Ama os teus filhos todos os dias

Ama os teus filhos todos os dias

Todos os pais amam os seus filhos à sua maneira. Todos eles se questionam se o estão a fazer da forma correta. Será que existe uma fórmula, uma dose correta de amor que devemos dar aos nossos filhos? Não existe nenhuma fórmula nem dose correta. Nunca criança alguma ficou doente ou morreu por excesso de amor.

Os pais apaixonam-se pelo filho no momento em que o idealizam, em que sonham com ele. Esse amor vai crescendo, conforme a gravidez avança. Após o nascimento, quando conhecem o rosto, quando pegam no seu filho parece que este amor, que já era tão grande, ainda fica maior. Com o choro do bebé chegam as primeiras angústias, pois os pais ainda não conhecem bem esta linguagem, não sabem o que fazer. Questionam o que estão a fazer bem e o que estão a fazer mal. Não fique preso ao que lhe dizem ser o correto, simplesmente, siga o seu coração e ame o seu filho. Não o deixe chorar para “ele aprender”, pois nos primeiros meses os pais são os que dão voz ao que ele precisa. O bebé por vezes chora só porque não quer estar sozinho, quem gosta de estar sozinho? Afinal ele passou 9 meses sempre acompanhado… E amar o seu filho não quer dizer que tem de fazer tudo perfeito. Esse desejo da perfeição poderá levar a estados de ansiedade, que poderá passar para ele e para a vossa relação. Como Winnicot refere, uma mãe tem de ser apenas suficientemente boa.

A mãe suficientemente boa e que ama o seu filho, sabe que amar também é saber dizer não. Mas amar é acalmar as birras do seu filho, aceitar as asneiras e os seus erros. Não é dar tudo o que o ele quer, é não dizer sim a tudo o que ele diz ou pede. Amar é estar sempre ao seu lado e aceitá-lo, é abraça-lo e dizer-lhe todos os dias o quanto o ama. Os filhos aprendem mais com amor do que com castigos. Um abraço, uma conversa, um “amo-te meu filho” é muito do que precisa para crescer. A coisa mais importante, o “brinquedo” mais importante para as crianças é o tempo que os seus pais passam com elas a brincar. Não há brinquedo nenhum no mundo que uma criança pequena trocasse por brincadeira com os pais.

Amar é também aceitar que o seu filho é um ser que tem de crescer e voar, é deixa-lo crescer, por muito difícil que seja aceitar que ele já não precisa “tanto” de si. Porque lá no fundo os filhos precisam sempre dos pais, eles são sempre os seus portos de abrigos.

Ama os teus filhos todos os dias.

Por Joana Duarte, psicóloga

imagem@wildflowersphotos

LER TAMBÉM…

Amor de mãe

5 coisas que os filhos nunca esquecerão sobre os pais

De mãe a Momster; Consequências de reprimir as nossas emoções

A Psicomindcare pretende Ser e Fazer diferente, ao prestar serviços de psicologia de qualidade a baixo custo.

A PsicoMindCare é constituída por uma equipa de técnicos com várias valências e tem como principal missão responder às necessidades sentidas nas comunidades, sejam elas as famílias, escolas ou organizações, possibilitando serviços especializados na área da saúde a quem mais precisa.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.